Sergio Perez é o mais rápido do 1º dia de testes no Bahrein

Por Tercio Braga
Sergio Pérez botou a Force India na frente no primeiro dia dos testes finais de inverno | Shaun Botterill/Getty Images Sergio Pérez botou a Force India na frente no primeiro dia dos testes finais de inverno | Shaun Botterill/Getty Images

Na última quinta-feira de fevereiro, as onze escuderias da F-1 deram a largada na reta final dos preparativos do campeonato de 2014, no autódromo de Sakhir, em Bahrein. Até o próximo domingo, 2 de março, engenheiros e pilotos terão mais três dias para deixar seus carros no ponto para a primeira corrida do ano, nas ruas de Melbourne, na Austrália, apenas duas semanas depois.

Por enquanto, o enredo dos primeiros seis dias de treinamento, desde o final de janeiro, em Jerez de la Frontera, segue inalterado: as equipes equipadas com motores Mercedes seguem acumulando quilômetros e rodando mais rápido do que os rivais. Assim, em um dia de treinos em que as equipes fizeram simulações para afinar a aerodinâmica e entender o funcionamento dos novos carros, os tempos foram piores do que os obtidos no mesmo circuito de Sakhir na semana passada.

O melhor cronômetro do dia foi feito pelo mexicano Sergio Pérez, da Force India, que cravou 1min35s290 durante a mais veloz de suas 106 voltas. Só para comparar, foi um tempo quase 2 segundos mais lento do que as melhores marcas obtidas em Bahrein, na semana passada. O dia também foi produtivo para o finlandês Valteri Bottas, que neste ano guia as Williams ao lado de Felipe Massa. Com 128 voltas completadas – a melhor delas 8 décimos de segundo mais lenta do que a melhor marca de Pérez, ele passou o dia fazendo simulações de corrida e ajustes. Logo atrás, vieram Kimi Raikkonen, da Ferrari, e Nico Rosberg, da Mercedes.

Daniel Ricciardo foi o mais veloz dentre os que usam motores Renault, mas longe dos líderes | Mark Thompson/Getty Images Daniel Ricciardo foi o mais veloz dentre os que usam motores Renault, mas longe dos líderes | Mark Thompson/Getty Images

Pilotada pelo australiano Daniel Ricciardo, a Red Bull continua a acumular problemas mecânicos. Deu apenas 39 voltas, a melhor delas 2s6 mais lenta do que o melhor tempo de Pérez. Foi apenas o sétimo melhor tempo do dia, antes de seu carro ser recolhido por problemas de superaquecimento. Mais uma vez, a madrugada promete ser longa para engenheiros e mecânicos do time.

A jornada no Oriente Médio não foi muito melhor para a Lotus, do venezuelano Pastor Maldonado, às voltas com problemas no sistema de exaustão. E muito menos para a Caterham, do japonês Kamui Kobayashi, que se manteve na pista por apenas 17 voltas. Sinal de que as coisas ainda estão complicadas para as equipes que correm com os motores Renault. E o tempo para uma reviravolta está cada vez mais curto. Nesta sexta-feira, os carros voltarão à pista em Bahrein. A Wiliams confirmou que Felipe Massa está escalado para guiar o carro da equipe nesta sexta-feira.

Confira os melhores tempos da atividade desta quinta-feira:

1) Sergio Perez (México/Force India-Mercedes) 1min35s290/ 105 voltas
2) Valteri Bottas (Finlândia/Williams-Mercedes) 1min36s184/ 128 voltas
3) Kimi Raikkonen (Finlândia/Ferrari) 1min37s287/ 54 voltas
4) Nico Rosberg (Alemanha/Mercedes) 1min36s624 / 89 voltas
5) Adrian Sutil (Alemanha/Sauber-Ferrari) 1min37s700/ 89 voltas
6) Kevin Magnussen (Suécia/McLaren-Mercedes) 1min37s825/ 109 voltas
7) Daniel Ricciardo (Austrália/Red Bull-Renaut) 1min37s908/ 39 voltas
8) Max Chilton (Inglaterra/Marussia-Ferrari) 1min38s610/ 44 voltas
9) Daniil Kvyat (Rússia/Toro Rosso-Renault) 1min39s242 / 56 voltas
10) Pastor Maldonado (Venezuela/Lotus-Renault) 1min40s599 / 31 voltas
11) Kamui Kobayashi (Japão/Caterham) 1min42s285 (+ 6.996)/ 17 voltas

Max Chilton desta vez não ficou nas últimas posições | Shaun Botterill/Getty Images Max Chilton desta vez não ficou nas últimas posições | Shaun Botterill/Getty Images

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo