Nadal confirma favoritismo e conquista o Aberto do Rio

Por Tercio Braga
Nadal ergue o troféu do Rio Open | Pilar Olivares/Reuters Nadal ergue o troféu do Rio Open | Pilar Olivares/Reuters

Rafael Nadal conquistou neste domingo, no Aberto do Rio, o 62º título da carreira – o primeiro em terras cariocas. O número 1 do mundo recebeu o troféu das mãos do tenista brasileiro Gustavo Kuerten, o Guga. Ele bateu o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 2 sets a 0 (parciais de 6/3, 7/6).

Dolgopolov, que surpreendeu David Ferrer nas semifinais, não apresentou nenhuma resistência no primeiro set. No segundo, no entanto, foi empurrado pela torcida e ensaiou uma reação incrível, chegando a empatar.

No game de desempate, Nadal abriu larga vantagem e matou o jogo com um saque fulminante e a consequente rebatida de Dolgopolov para fora.

Apoio
Durante a premiação, Dolgopolov lembrou a situação da Ucrânia, que vive violentos conflitos.
“Eu gostaria de agradecer o apoio do meu país, que tem passado por momentos difíceis. Eu espero que haja paz, que as pessoas voltem a ser felizes lá”, afirmou o tenista, visivelmente abatido com a derrota.

Feliz pela conquista, Nadal elogiou a garra do adversário e voltou a se derreter pelo país, como já havia feito em entrevistas anteriores.

“O Brasil é um país incrível e é importante que tenha bons torneios como este. Espero que um dia chegue a ter um Masters 1.000”, declarou o espanhol.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo