Polícia detém 13 torcedores do Corinthians por invasão ao CT

Por george.ferreira

Três torcedores do Corinthians foram presos preventivamente e 10 foram detidos para averiguação pela Polícia Civil de São Paulo, na madrugada desta quinta-feira. Em operação iniciada às 4h30, a polícia cumpre cinco mandados de prisão contra suspeitos de participação na invasão ao Centro de Treinamento Joaquim Grava, no último dia 1, e seis de apreensão.

Dois dos presos já foram identificados entre os envolvidos na invasão ao CT, e o outro foi detido por porte ilegal de arma de fogo. Os torcedores foram levados para o DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa), no Centro de São Paulo.

Os detidos fazem parte das organizadas Gaviões da Fiel (2), Pavilhão 9 (1) e Camisa 12 (10). A polícia apreendeu equipamentos encontrados nas sedes das torcidas, como computadores, além de dólares, cheques e anotações.

“Instauramos o inquérito após a petição formulada pelo presidente do Corinthians (Mário Gobbi), o que originou 11 mandados de busca e prisão. Procedemos com o trabalho e foram realizadas suas prisões de integrantes de torcidas e outro por porte ilegal de arma. Outros foram trazidos para averiguação”, disse a diretora do DHPP, a delegada Elisabete Sato.

Segundo informações preliminares, entre os detidos está um dos presos de Oruro, na Bolívia, suspeitos de envolvimento na morte do torcedor Kevin Espada, na partida do Corinthians contra o San José, pela Libertadores, em 2013.

Segundo o advogado da Gaviões da Fiel, Ricardo Cabral, os dois membros da organizada levados para averiguação são o tesoureiro e uma senhora que cuida das caravanas da torcida. Eles devem prestar esclarecimentos sobre os equipamentos e o dinheiro apreendidos na sede da organizada.

A invasão aconteceu em meio a um protesto de torcidas organizadas pela fase do time, que acabava de sofrer uma goleada para o Santos no Campeonato Paulista. Segundo relatos de testemunhas, jogadores foram ameaçados e o atacante Guerrero chegou a ser esganado. O consultor médico do clube, Joaquim Grava, que dá nome ao CT, foi ferido.

Há relatos também de furtos e destruição do patrimônio do Corinthians durante a invasão.

O episódio motivou as transferências de três jogadores: Pato (São Paulo), Douglas (Vasco) e Paulo André (Shanghai Shenhua).

 

Computadores apreendidos nas sedes das organizadas - Foto: Willian Kury/Rádio Bandeirantes Computadores apreendidos nas sedes das organizadas – Foto: Willian Kury/Rádio Bandeirantes

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo