Williams e Petrobras anunciam retomada da parceria na F-1

Por Tercio Braga
Marca da Petrobras estará nos carros e nos pilotos, mas a gasolina ainda será da Mobil | Cristiani Apolonio/Metro Marca da Petrobras estará nos carros e nos pilotos, mas a gasolina ainda será da Mobil | Cristiani Apolonio/Metro

Williams e Petrobras anunciaram a volta da parceria técnica para a produção de combustíveis e lubrificantes para a equipe na F-1. O contrato foi assinado nesta terça-feira, no Rio, visando o desenvolvimento de uma fórmula para 2015. As duas empresas já estiveram juntas na categoria, entre 1998 e 2009.

“Estamos muito felizes em voltar para a principal competição automobilística do mundo. Durante os 11 anos em que a Williams esteve ao nosso lado tivemos avanços significativos no desenvolvimento de produtos, como a gasolina Podium. Participar dessa competição é um desafio enorme, pois nos obriga a estar cada vez mais preparados para os mais altos padrões de qualidade e eficiência que a categoria exige”, disse Graça Foster, presidente da Petrobras.

Frank Williams, dono da equipe da Fórmula 1, celebra o retorno da parceria. “Eles (Petrobras) são muito competentes em tecnologia e isso será importante para a equipe, visto que a nova regulamentação tornou a eficiência do combustível ainda mais importante. Eles também são uma companhia global muito ambiciosa e estamos ansiosos para trabalhar em conjunto para promover seus objetivos de marketing”, comentou o inglês.

O logo da Petrobras será estampado na lateral do chassi do FW36 e em todo o ambiente e vestuário da equipe de Felipe Massa e Valtteri Bottas, apesar de a petrolífera ainda não colocar sua gasolina no tanque dos carros.

A Williams vai contar com propulsores Mercedes, que são abastecidos por gasolina da Mobil, em 2014. Por este motivo, a gasolina brasileira só será utilizada no ano que vem, em sua primeira associação com a fabricante alemã de motores.

Na primeira vez que Williams e Petrobras estiveram juntas, a equipe conquistou 10 vitórias (6 com Ralf Schumacher e 4 com Juan Pablo Montoya), com quatro motores diferentes: Renault (em 1998 e 99), BMW (entre 2000 e 05), Cosworth (2006) e Toyota (2007 e 08).


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo