CBF divulga tabela do Campeonato Brasileiro sem a Portuguesa

Por Caio Cuccino Teixeira
Torcida do Fluminense comemora a decisão do STJD | Levy Ribeiro/ Brazil Photo Press/ Folhapress Fluminense foi confirmado na Série A graças à perda de quatro pontos da Portuguesa | Levy Ribeiro/ Brazil Photo Press/ Folhapress

A CBF divulgou nesta quinta-feira a tabela da Série A do Campeonato Brasileiro deste ano. A Portuguesa, cujo rebaixamento via STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) provocou imbróglios que alimentaram a expectativa de um torneio com mais de 20 clubes, está fora.

Salvo da Série B graças à perda de quatro pontos da Lusa – por ter escalado o meia Héverton de forma irregular na última rodada em 2013 – o Fluminense foi confirmado.

O prazo limite para que a CBF divulgasse a tabela era no dia 20 deste mês. Nesta quinta-feira, a entidade informou que todas as liminares que anulavam a decisão do STJD, obtidas pela Portuguesa, foram cassadas. Assim, a tabela pôde ser anunciada.

A competição começará em 20 de abril. Nove rodadas depois, o campeonato para em função da Copa do Mundo – de 2 de junho a 15 de julho. A última rodada acontece no dia 7 de dezembro.

Primeira rodada do Campeonato Brasileiro:

• Flamengo x Goiás
• Fluminense x Figueirense
• São Paulo x Botafogo
• Santos x Sport
• Atlético-PR x Grêmio
• Atlético-MG x Corinthians
• Bahia x Cruzeiro
• Internacional x Vitória
• Criciúma x Palmeiras
• Chapecoense x Coritiba

Intrusa

Mesmo sem ser chamada, a Portuguesa enviou representante para a reunião, que aconteceu no Rio de Janeiro. O advogado Ricardo Cabezón teve acesso ao encontro por meio de uma liminar. Contudo, de acordo com a CBF, ele só participou como ouvinte, sem direito a fala.

Lusa deve ir à Justiça comum

Vice-jurídico quer Lusa na Justiça | Marcelo D’Sants/Frame/Folhapress Vice-jurídico quer Lusa na Justiça
| Marcelo D’Sants/Frame/Folhapress

A Portuguesa não confirma, mas não deve aceitar passivamente a decisão da CBF em relação à tabela do Campeonato Brasileiro.

Ao Metro Jornal, o vice-presidente jurídico da Lusa, Orlando Cordeiro de Barros, admitiu que o clube pode ir à Justiça comum.

“Meu pensamento é que a Portuguesa deve ir à Justiça comum. Mas isso não é uma decisão minha, tem de ser tomada pelos poderes do clube”, afirmou.

De acordo com o dirigente, a posição deve ser oficializada nos próximos dias.

Pacto

Para tentar minimizar os imbróglios judiciais, os clubes da Série A estabeleceram um pacto: não aceitarão decisões da Justiça comum.
“Daqui para frente todos os 20 clubes do Campeonato Brasileiro não aceitarão nenhuma demanda de torcida. Mesmo se o clube for beneficiado, a instituição vai se proteger de cumprir a regra”, disse o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil.

Segundo ele, os motivos para isso são respeito aos contratos vigentes.

“Tem muito dinheiro envolvido no Campeonato Brasileiro. Já imaginou se tem alguém esperando começar e para na rodada inicial? É isso que estamos tentando proteger. É uma decisão responsável para dar credibilidade ao futebol”, afirmou o cartola.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo