Greve no Paulistão deve ser definida nesta quinta

Por george.ferreira
Jogadores do Cruzeiro realizam manifesto em favor do Bom Senso F.C. durante partida contra o Vasco | Bruno Turano/Eleven/Folhapress Jogadores do Cruzeiro realizam manifesto em favor do Bom Senso F.C. durante partida contra o Vasco | Bruno Turano/Eleven/Folhapress

A decisão só sai na próxima quinta-feira, porém, a greve de jogadores no Campeonato Paulista deve mesmo ocorrer na rodada deste fim de semana. Quem afirma é o presidente do Sapesp (Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo), Rinaldo Martorelli, em entrevista à Bradesco Esportes FM.

“Parece que sim (haverá paralisação). A intenção, a vontade, o ânimo dos atletas é de que aconteça. Não sei se será em todo o Estado, mas parece que haverá sim (a greve)”, diz Martorelli. Segundo ele, tanto os clubes como a FPF (Federação Paulista de Futebol) já foram informados da possibilidade de paralisação.

De acordo com Martorelli, a provável greve atende a todos os quesitos jurídicos. “(Uma assembleia na próxima quinta-feira) servirá para dar a notícia da paralisação. Essa formalidade será atendida, não vai ser por aí que a intenção da paralisação será interrompida”.

A greve dos jogadores vem sendo arquitetada após a invasão de torcedores ao CT do Corinthians, no último sábado. Na ocasião, os atletas tiveram de ficar trancados em uma sala para não serem agredidos – além disso, os mais exaltados atacaram outros funcionários, furtaram celulares e danificaram carros estacionados no local.

Greve depende dos atletas, diz Martorelli

“Definitivamente, a posição a ser tomada (sobre a paralisação) será dos atletas. A decisão pela paralisação total ou parcial será totalmente deles”, disse Martorelli à Bradesco Esportes FM. “Agressão, coação, é algo que a gente não pode tolerar mais”.

Reunião com a Secretaria de Segurança

Ainda segundo Martorelli, o sindicato já procurou as autoridades trabalhistas para tratar da possível paralisação. “Também pedimos a abertura de inquérito policial para que os arruaceiros sejam identificados e ainda aguardamos uma reunião com o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira”.

 

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo