‘Não será a Copa do Neymar’, diz Roberto Carlos

Por Tercio Braga

Roberto-Carlos-divulgacao300Roberto Carlos, ex-lateral da Seleção Brasileira e atualmente técnico do Sivasspor, da Turquia, fala ao Metro Jornal sobre as expectativas para o Mundial deste ano.

Como imagina que será a Copa no Brasil?

Vai ser muito bom. A princípio aconteceram muitos protestos, o povo não entendia porque foram feitos estádios tão caros se há escolas e hospitais pobres. Acredito que o governo entendeu que, se pode construir bons estádios, também pode construir bons hospitais e boas escolas.

A Seleção Brasileira terá muita pressão?

Os brasileiros sempre querem mais. Fomos vice-campeões em 1998 e parecia que fomos os últimos. O país é sofrido, as pessoas querem que Seleção ganhe para que passe a crise econômica ou para terem alguma alegria. Nós, então, temos uma pressão enorme, temos de jogar sabendo que somos responsáveis para dar alegria ao país e apagar os problemas.

Será a Copa do Neymar?

Para mim, acredito que não será a Copa do Neymar. Ele ainda é jovem, o Brasil tem jogadores que devem assumir a responsabilidade antes dele. Sei que vai jogar bem, mas não pode pressionar tanto neste nível, porque ele recém chegou à Europa. Outros têm de assumir a pressão primeiro.

O Brasil tem condições de vencer o Mundial?

O Brasil sempre tem muita qualidade. Com sua chegada, Felipão conseguiu impor seu caráter e estilo. Ele conhece os jogadores, sabe o que é ser campeão, é família trabalhar com ele e os jogadores o entendem. São detalhes muito importantes para fazer uma boa Copa do Mundo.

E quem mais pode ser campeão?

Itália, Alemanha e Espanha. Uruguai sempre se acomoda e da Argentina é difícil falar, porque não ganha títulos há muito tempo. Tem de ver como jogarão na Copa, porque podem surpreender e chegar à final.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo