Mario Gobbi exime Corinthians de culpa pela invasão no CT

Por Caio Cuccino Teixeira
Para o presidente do Corinthians, é triste ver pessoas confundindo futebol com a razão de viver | Divulgação Presidente do Corinthians disse que não é função do clube fiscalizar a torcida | Divulgação

O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, destacou que o clube não tem culpa pela invasão da torcida, que aconteceu no sábado, no CT Joaquim Grava, no treino.

Veja também
‘Invasão do CT do Corinthians é caso de polícia’, diz Aldo Rebelo
Após invasão, Mano diz que Corinthians não queria jogar
Corinthians tem segurança reforçada no CT Joaquim Grava

“Isso não é função minha, não tenho que fiscalizar se torcida a ou b brigou, jogou pilha no campo”, disse em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

“Há uma inversão de valores total, estão cometendo uma violência de punir clubes por ação de torcedores, como se o clube pudesse escolher quem pode torcer para ele, e controlar o que eles fazem. Isso é a falência múltipla da República Federativa do Brasil. Acordem, isso não é função do Corinthians”.

O mandatário alvinegro destacou. “As torcidas são associações legalmente constituídas, e tem uma lei que regula a fiscalização delas, e não é o Corinthians que fiscaliza se elas podem ou não podem atuar. Vocês precisam cobrar de quem tem o poder de ver, atuar e fiscalizar as torcidas”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo