"Invasão do CT do Corinthians é caso de polícia", diz Aldo Rebelo

Por Caio Cuccino Teixeira
Aldo Rebelo deve deixar cargo em dezembro | Ricardo Moraes/ Reuters Ministro do Esporte diz que o episódio é lamentável | Ricardo Moraes/ Reuters

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que visitou nesta segunda-feira, o CT da Barra Funda, do São Paulo, disse para a Rádio Bandeirantes, que episódios como a invasão de torcedores no Centro de Treinamento do Corinthians, é caso de polícia.

Veja também
Após invasão, Mano diz que Corinthians não queria jogar

“É um episódio que se insere nos episódios de violência no futebol, o que é lamentável. Nós do Ministério do Esporte pensamos que a aplicação da lei, no caso do estatuto do torcedor, como já tínhamos apontado no episódio do jogo entre Atlético-PR e Vasco, que para esses casos a lei autoriza a autoridade policial e o judiciário adotarem as medidas cabíveis”, disse.

Insatisfeito com a goleada de 5 a 1 sofrida diante do Santos, no meio de semana passada, um grupo de 100 torcedores do Corinthians invadiu, neste sábado, o Centro de Treinamento do clube alvinegro, que fica na região do Parque Ecológico, zona leste de São Paulo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo