Ponte ganha e afunda Corinthians de vez na crise

Por Tercio Braga
Alemão comemora o primeiro da Ponte sobre o Corinthians | Pedro Amatuzzi/ Sigmapress/ Folhapress Alemão comemora o primeiro da Ponte sobre o Corinthians | Pedro Amatuzzi/ Sigmapress/ Folhapress

A crise no Corinthians ganhou mais alguns dias de duração. Neste domingo, jogando no Moisés Lucarelli, o Timão foi derrotado pela Ponte Preta por 2 a 1, em jogo da quinta rodada do Paulistão, e viu a crise que vive desde o meio de semana ser ampliada. O novo revés, o terceiro seguido, acontece depois de uma goleada para o rival Santos na última quarta-feira e a violenta invasão de torcedores ao centro de treinamento do clube.

Veja também
Palmeiras vence clássico contra o São Paulo e se mantém 100%
Gobbi: ‘uma parte da torcida que não deve viver em sociedade’

Com o resultado, o Corinthians começa a se complicar no Grupo B. O Timão é somente o quarto colocado (vice-lanterna), com seis pontos, e fora da zona de classificação para as quartas de final (avançam os dois primeiros).

A Ponte ocupa a terceira posição do Grupo C, com seis pontos – quatro a menos que o São Bernardo, primeiro na zona de classificação.

A Ponte marcou seus dois gols no início de cada tempo. No primeiro, Alemão abriu o placar logo aos três minutos. Uendel chegou a empatar aos 32, dando esperança ao Timão. Mas Ferrugem marcou um golaço aos três da etapa final e garantiu a vitória para a Macaca.

Após o segundo gol da Ponte, o Corinthians esteve longe de mostrar a frieza que marcou o time na época recente de títulos em série. Com o decorrer do tempo, o nervosismo ficou visível nas feições e nas falhas dos corintianos. Tanto que, nos minutos finais, os dois zagueiros acabaram expulsos: primeiro Gil, aos 37, depois foi a vez de Paulo André, após acertar uma cotovelada, aos 46.

O Corinthians volta a campo na próxima quarta-feira, para receber o Bragantino no Pacaembu. No mesmo dia, Ponte visita o Comercial.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo