Morre ex-técnico da seleção da Espanha, Luis Aragonés

Por Tercio Braga
Em 35 anos de carreira, Aragonés treinou 10 clubes, incluindo o Atlético de Madrid em três ocasiões e o Barcelona |Jasper Juinen/Getty Images Em 35 anos de carreira, Aragonés treinou 10 clubes, incluindo o Atlético de Madrid em três ocasiões e o Barcelona |Jasper Juinen/Getty Images

O ex-técnico Luis Aragonés, que comandou a Espanha na conquista do título da Eurocopa em 2008, morreu neste sábado em uma clínica de Madri, aos 75 anos. O “Sábio de Hortaleza”, que comandou a seleção de seu país entre 2004 e 2008, foi um dos principais responsáveis pelo domínio do país no cenário mundial.

Aragonés deixou o cargo um dia depois do título, como havia anunciado que faria. Seu sucessor, Vicente del Bosque, levou a Espanha às conquistas da Copa do Mundo da África do Sul (2010) e da Eurocopa (2012).

“A Real Federação Espanhola de Futebol quer expressar sua dor e consternação pela morte daquele que foi jogador e treinador em vários clubes espanhóis e do mundo, e técnico nacional da Espanha no início de sua etapa mais gloriosa de êxitos a nível mundial”, afirma um comunicado da federação.

Em 35 anos de carreira, Aragonés treinou 10 clubes, incluindo o Atlético de Madrid em três ocasiões e o Barcelona. Em dezembro ele anunciou sua aposentadoria, mas pouco depois mudou de ideia ao afirmar que ainda tinha interesse em treinar uma equipe, desde que recebesse uma boa oferta.

Como jogador, Aragonés disputou 11 partidas pela seleção da Espanha.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo