Tudo azul: Williams divulga imagens do carro para 2014

Por Tercio Braga
Tradicional cor da equipe, o azul não deve ser mantido para a temporada | Divulgação Tradicional cor da equipe, o azul não deve ser mantido para a temporada | Divulgação

A equipe Williams divulgou nesta quinta-feira como será o novo carro da escuderia, o FW36. O time foi o primeiro a mostrar como deverá ser o bólido com as mudanças que serão implantadas este ano na Fórmula 1. A grande mudança aparente é no bico dos carros. Como pode ser visto na imagem ao lado, será mais baixo e fino do que o usado até o ano passado.

Na imagem divulgada pela Williams, o veículo está tudo em azul, mas as cores que deverão ser usadas na temporada ainda não foram definidas.

Antes da exibição, o diretor de provas da F-1, Charlie Whiting já antecipava que o visual era estranho, mas que as pessoas iam se acostumar. Apesar do estranhamento, a solução encontrada pode melhorar a aerodinâmica do veículo:

“Temos uma evolução em relação ao modelo anterior. O nariz é menor e a asa dianteira é mais estreita. A asa traseira não é tão funda como no ano passado e o feixe abaixo não é mais permitido. Nós perdemos a capacidade de usar o escape para melhorar o desempenho”, explicou o diretor-técnico da Williams, Pat Symonds.

Mas não é apenas na carroceria que as mudanças vão acontecer. O motor também será alterado. Serão utilizados V6 turbo em substituição aos V8 aspirado.

“Nós tivemos motores turbo na F-1 antes, mas agora é diferente. Desta vez é muito mais do que apenas uma mudança de motor, é um sistema completamente diferente. Passamos de um motor normalmente aspirado ligeiramente hibridizado para uma unidade de energia híbrida totalmente integrada com a nova tecnologia em seu coração”, explicou Symonds.

Esta nova unidade de energia (ERS) foi produzida pela Mercedes Benz, em uma parceria inédita com a Williams. No entanto, todas as mudanças vão exigir mais refrigeração para o bólido:

“No geral, os carros vão precisar de mais refrigeração este ano. As demandas de água e refrigeração de óleo podem ser ligeiramente diminuída, mas o sistema ERS é significativamente mais poderoso e, portanto, precisa de mais refrigeração. Nós também temos que esfriar o ar de admissão do compressor do turbocompressor que requer um intercooler substancial”, analisou.

No entanto, tudo isso funcionará na pista? O diretor-técnico diz que ainda não sabe pois os primeiros treinos vão ocorrer na semana que vem, mas está esperançoso em uma boa performance do veículo:

“Estou confiante de que estamos mais perto de uma boa frente aerodinâmica do que estávamos no ano passado. A nossa ambição é fazer uma forte temporada em 2014”, afirmou Symonds. O brasileiro Felipe Massa e o finlandês Valtteri Bottas são os pilotos da equipe para este ano.

carro-williams-2014-lateral620

carro-williams-2014-frente-620

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo