Ex-jogador do Corinthians é preso por furtos em Campinas

Por george.ferreira

O ex-jogador Piá, que defendeu o Corinthians, Ponte Preta e Santos, foi preso na madrugada desta quinta-feira, em Campinas (SP), sob a suspeita de envolvimento em furtos a caixas eletrônicos. O ex-meia foi abordado por policiais militares que realizavam uma ronda no Jardim Santana e suspeitaram de Piá, que falava ao celular em frente a uma agência do banco Bradesco.

Questionado pelos PMs, Piá disse estar ali para realizar um depósito, mas em uma revista em seu carro, foram encontradas 12 lâminas de metal, conhecidas como “Pescadoras”, que são utilizadas para puxar envelopes com depósitos. Dentro do caixa eletrônico a polícia também encontrou chips instalados nos terminais, que seriam utilizados para clonagem de cartões.

Junto com o ex-jogador estava sua namorada, uma cabeleireira de 24 anos, que também portava algumas “Pescadoras” em sua bolsa e outra moça, que alegou ter pegado uma carona com o ex-jogador para um show de pagode.

Piá e sua namorada foram encaminhados ao 1º Distrito Policial de Campinas para prestar esclarecimentos, enquanto a outra moça foi ouvida e liberada. Como o ex-jogador já tem passagens pela polícia por porte de arma e drogas, deverá ser transferido para a penitenciária de Hortolândia. O ex-jogador e sua namorada serão indiciados por tentativa de furto.

O ex-jogador, de 40 anos, defendeu o Corinthians em 2004, e no mesmo ano foi para a Portuguesa. Revelado na Inter de Limeira, Piá também jogou no Santos, Santa Cruz, Coritiba, Bragantino, São Raimundo e Rio Preto e Independente de Limeira, até se aposentar, em 2011.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo