Secretário da Fifa critica ritmo das obras na Arena da Baixada

Por Caio Cuccino Teixeira
Para Valcke, Cuiabá Segundo Valcke, a cidade precisa apresentar soluções até o dia 18 de fevereiro | José Medeiros/Reuters

O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, criticou nesta terça-feira o ritmo das obras da Arena da Baixada e deu um ultimato. Até 18 de fevereiro, Curitiba precisa apresentar soluções para a realização dos jogos da Copa na capital paranaense.

“Daqui até 18 de fevereiro, eles terão de decidir. A partir de hoje até essa data, é necessário que sejam feitas as obras que nos permitam confiar que é possível realizar a Copa do Mundo aqui. Como está hoje é um perigo”, disse.

Para acelerar a conclusão do estádio, foi determinada a ampliação da quantidade de trabalhadores, com a possibilidade de adicionar um terceiro turno de trabalho para acelerar o ritmo. Além disso, um novo empréstimo de R$ 39 milhões já está disponível, através da Fomento Paraná, órgão ligado ao governo do estado.

A partir desta terça-feira, um comitê formado por representantes do governo, prefeitura e Atlético-PR, assumiu a responsabilidade da obra, que deixa de ser do consórcio CAP S/A.

Segundo o último levantamento divulgado pelo consórcio, o estádio já estaria 88,8% concluído. Para verificar a verdadeira porcentagem de conclusão da obra, uma auditoria será feita.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo