Depois de Seleção e Flamengo, Mano volta ao Corinthians nesta segunda

Por talita
Mano Menezes na época de Flamengo: técnico deixou o clube em plena disputa do Brasileirão e da Copa do Brasil / Divulgação/Flamengo Mano Menezes na época de Flamengo: técnico deixou o clube em plena disputa do Brasileirão e da Copa do Brasil / Divulgação/Flamengo

A história de Mano Menezes no Corinthians inicia novo capítulo nesta segunda-feira, quando o técnico será apresentado e dará entrevista coletiva. Parte importante da recuperação do clube após a passagem pela Série B em 2008, Mano retorno ao Timão em baixa, e tentará retomar a credibilidade perdida nos anos de seleção brasileira e o breve período pelo Flamengo.

A verdade é que, sem o Corinthians, Mano viu a carreira viver uma crise que, apesar de começar pequena, com as previsíveis críticas da torcida à Seleção, culminou com uma demissão problemática. Diferente do respaldo dado pelos corintianos, grato pelo trabalho de recuperação do time, a torcida brasileira não teve a mesma paciência.

Na Gávea, Mano chegou com status de líder do “novo Flamengo”, mais moderno e profissional, sem gastos exacerbados. Mas, pouco menos de três meses depois, não conseguiu arrumar o time e deixou o clube após levar uma virada do Atlético-PR no Maracanã. “Não consegui passar para esse grupo aquilo que penso de futebol”, disse o técnico na despedida. Mano acabou ganhando a ira da torcida, que lembrou do treinador de forma irônica no título da Copa do Brasil.

De novo nos braços da Fiel, Mano tentará reerguer a própria carreira e, de quebra, revolver o protagonismo ao Corinthians.

No entanto, o técnico pode enfrentar novo empecilho: a mesma Fiel, após ganhar tudo, ficou mais exigente. Tanto que, apesar das conquistas da Recopa e do Paulistão, 2013 foi considerado um ano “abaixo das expectativas” por causa dos fracassos na Libertadores e no Brasileirão.

O técnico vai encontrar também um clube bem diferente em relação ao que ele deixou em meados de 2010, para assumir a Seleção. O elenco agora é maior, mais caro e com várias opções para cada posição. O padrão de contratações, apesar da economia no início de 2014, também é outro, com cifras superiores.

Em termos de estrutura, o Corinthians ganhou, desde então, um moderno centro de treinamento e conta os dias para estrear seu estádio – o que, em 2010, ainda era motivo de piada entre os rivais. Se não acontecer nada fora do comum até a abertura da arena, Mano estará no novíssimo banco de reservas no Itaquerão.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo