Rio se prepara para receber seleções na Copa do Mundo

Por BAND
O Maracanã vai receber sete jogos do Mundial | Bruna Prado/Metro Rio O Maracanã vai receber sete jogos do Mundial | Bruna Prado/Metro Rio

O Rio se prepara para receber as seleções de Argentina, Espanha, Bélgica, Chile, Equador, França, Bósnia-Herzegovina e Rússia na primeira fase da Copa do Mundo, que acontecerá entre os dias 12 de junho e 13 de julho deste ano. Ao todo, sete jogos serão disputados no Maracanã, incluindo a final, que será assistida por cerca de 3 bilhões de espectadores no mundo. O Brasil só joga no Rio se for à decisão.

“Esperamos receber cerca de 600 mil turistas e pelo menos 15 mil jornalistas durante a Copa do Mundo. Essa movimentação de pessoas atrai investimentos, gera empregos e impulsiona o aprimoramento da qualidade dos serviços da cidade”, avalia o prefeito Eduardo Paes.

Para receber tanta gente, o Rio terá de concluir obras importantes de mobilidade urbana. “Esse ano inauguramos o BRT Transcarioca, que vai reduzir em 60% o tempo de deslocamento entre a Barra da Tijuca e o aeroporto internacional do Galeão, beneficiando 400 mil pessoas todos os dias. Nosso objetivo é garantir que a Copa do Mundo sirva aos cariocas, e não o contrário”, disse.

Ruas interditadas

O presidente da Rio Eventos Especiais, Leonardo Maciel, disse que a prefeitura está desenvolvendo um plano de mobilidade específico para os dias de competição, que estabelece o transporte público como a única maneira de ir aos jogos. Ruas perto do Maracanã serão novamente interditadas e a torcida deve optar pelo transporte público.

“Assim como aconteceu na Copa das Confederações, os frequentadores do estádio serão direcionados para as estações de metrô, trem e pontos de ônibus da região. Estamos aprimorando essa operação e temos a certeza de que todos os torcedores terão conforto e agilidade no deslocamento ao Maracanã”, disse.

O Rio será também sede do IBC, o International Broadcast Centre (Centro Internacional de Transmissão), que receberá 15 mil profissionais de mídia durante a competição, trazendo os veículos de imprensa mais importantes do mundo à cidade.

Além disso, o Rio também sediará o único Football for Hope no país, um evento social global que reúne líderes juvenis de todo o mundo para o intercâmbio de experiências através da prática esportiva.

Base de treinos para quatro países

Mesmo sem jogar no Maracanã antes da final, a Seleção Brasileira ficará no Estado durante a Copa do Mundo. A Granja Comary, em Teresópolis, foi reformada para receber os 23 convocados por Luiz Felipe Scolari durante o torneio.

Além do Brasil, mais três seleções escolheram o Rio de Janeiro como base. A Itália vai ficar em Mangaratiba, a 100 km da capital fluminense. A Azzurra ficará hospedada no Resort Portobello, onde também realizará os treinamentos. Segundo o técnico Cesare Prandelli, no local, os jogadores não perderão tempo em deslocamento de ônibus para treinar. Holanda e Inglaterra ficarão hospedadas no Rio de Janeiro, na zona sul da cidade.

Maracanã será palco de sete jogos

O primeiro jogo da Copa no Rio será no dia 15 de junho, às 19h, entre Argentina e Bósnia-Herzegovina (Grupo F). A segunda disputa será no dia 18 do mesmo mês, às 19h, entre Espanha e Chile (Grupo B). A terceira acontecerá no dia 22 de junho, às 19h, entre Bélgica e Rússia (Grupo H). A quarta e última partida da cidade na fase de grupos será no dia 25 de junho, às 17h, entre Equador e França (Grupo E).

Nas oitavas de final (rodada número 16), a partida no Maracanã será às 17h do dia 28, entre o primeiro do Grupo C e o segundo colocado do Grupo D. Nas quartas de final, o Maracanã receberá, às 13h do dia 4 de julho, os vencedores da fase de oitavas de final das partidas que serão disputadas em Brasília e Porto Alegre. A final será no dia 13 de julho, às 16h.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo