Em coma, Schumacher "luta pela vida", diz equipe médica

Por BAND
Equipe médica que atende Schumacher durante a coletiva | Robert Pratta/Reuters Equipe médica que atende Schumacher durante a coletiva | Robert Pratta/Reuters

Os médicos do Hospital Universitário de Grenoble, da França, onde Michael Schumacher está internado, informaram na manhã desta segunda-feira que o ex-piloto segue em estado crítico, em coma induzido, para impedir o crescimento do edema cerebral. “Tivemos que operar urgentemente para aliviar a pressão na cabeça dele. Infelizmente, Schumacher tem algumas lesões no cérebro”, disse um porta-voz do hospital.

Veja também
Entenda o trauma sofrido por Schumacher
Família de Schumacher pede privacidade
Ferrari oferece apoio a Schumacher e família

A equipe do hospital fez um pronunciamento para atualizar a situação do ex-piloto, que sofreu um grave acidente no último domingo, em Méribel, na França. Schumacher bateu a cabeça com força em uma pedra e, agora confirmam os médicos, foi salvo por estar com capacete no momento do acidente. “Sem isso, ele não estaria vivo agora”, afirmou o médico Jean-Francois Payen, que acompanha o caso.

Payen, assim como o restante da equipe, dizem que não é possível fazer previsões sobre o futuro de Schumacher. Mas afirmou que o ex-piloto está “lutando pela vida”.

“Tudo que precisava ser feito, foi feito, e no momento nós não podemos realmente dizer quando ele vai se recuperar. Ainda não podemos responder isso”, declarou.

Os médicos desmentiram a informações, veiculada durante a madrugada, de que o alemão havia sido submetido a uma segunda cirurgia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo