Relembre as tragédias no esporte em 2013

Por talita

Em 2013, no mesmo cenário em que as torcidas viram o sonho de estádios modernos se concretizarem, vidas foram perdidas por conta de acidentes durante as obras. Nas arenas de Palmeiras, Corinthians e Manaus, operários morreram em acidentes durante o trabalho. Mas a tragédia de maior repercussão se deu na Bolívia, com a morte do jovem Kevin Espada, durante jogo do San José contra o Corinthians.

Relembre os fatos trágicos de 2013 no futebol:

Em janeiro, no dia 9, o meia Neto Maranhão sofreu uma parada cardiorrespiratória e faleceu enquanto estava em plena atividade no treino. Aos 28 anos, ele era a principal contratação da equipe do Potiguar de Mossoró, que disputaria o Campeonato Potiguar.

Em fevereiro, o jovem torcedor Kevin Beltran Espada de apenas 14 anos morreu após ser atingido por um sinalizador na arquibancada do estádio Jesús Bermudez durante a partida entre San Jose-BOL e Corinthians, pela Libertadores da América. O Corinthians foi punido e 12 torcedores permaneceram detidos em Oruro e só foram soltos após mais de 100 dias.

 

No mês de abril, um acidente na construção do estádio do Palmeiras matou um operário. Parte da obra desabou no setor sudoeste da construção e atrasou a inauguração que seria realizada ainda em 2013.

Em novembro, o ex-lateral Jancarlos morreu após sofrer um acidente de carro. Ele teve passagens por Atlético-PR, Fluminense e São Paulo. Estava com 30 anos quando aconteceu a fatalidade.

A construção da Arena Corinthians também ficou manchada pela morte de dois operários. A obra estava próxima da finalização, em dezembro, quando um dos guindastes que içava uma peça da cobertura caiu sobre a arquibancada e um caminhão no local. O estádio segue como o local de abertura da Copa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo