STJD arquiva pedido e confirma Vasco na Série B

Por Tercio Braga
Briga interrompeu jogo por 73 minutos | Franklin de Freitas/Folhapress Briga interrompeu jogo por 73 minutos | Franklin de Freitas/Folhapress

O Vasco está confirmado na Série B em 2014. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), por intermédio do seu presidente, Flávio Zveiter, voltou a negar o pedido de impugnação da partida contra o Atlético-PR e, com isso, o Gigante da Colina terá que jogar a segunda divisão do Brasileirão no próximo ano. As informações são do repórter Wellington Campos, da rádio Bradesco Esportes FM Rio.

O clube fez a primeira tentativa na última semana, mas teve o pleito rejeitado por Zveiter. O Gigante da Colina entrou com um pedido de reconsideração, que agora foi arquivado pelo presidente do STJD, sem que a matéria fosse levada a julgamento.

O Vasco alegava falta de segurança para o reinício da partida, após 73 minutos de paralisação causada por uma briga entre torcedores – acima dos 60 minutos previstos no regulamento geral de competições da CBF. No entanto, segundo Zveiter, o código afirma que o jogo poderia ser adiado, e não que deveria, ficando a cargo do árbitro a decisão.

A luta do clube era para herdar os pontos da partida na Arena Joinville, em que foi goleado por 5 a 1, resultado que deixou a equipe na 18ª colocação, com 44 pontos. Caso ganhasse os três pontos, o Gigante ficaria com 47 e ultrapassaria Fluminense e Criciúma, ficando na 16º posição – fora, portanto, da zona de rebaixamento.

A pé

A Nissan, montadora japonesa de veículos, não vai mais patrocinar o Vasco. Essa decisão foi comunicada nesta segunda-feira, no site oficial da fabricante de veículos. A principal justificativa para o rompimento do contrato foram as cenas de barbárie protagonizadas na Arena Joinville, quando torcedores cruz-maltinos e do Atlético-PR se envolveram em uma briga generalizada.

Comunicado oficial:

“Rio de Janeiro.
Depois dos recentes atos de inaceitável violência, a Nissan informa que não manterá o contrato de patrocínio junto ao Club de Regatas Vasco da Gama.

A direção da Nissan considera que os referidos atos de violência são incompatíveis com os valores e princípios sustentados e defendidos pela empresa em todo o mundo.

O patrocínio havia sido assinado em Julho de 2013, e tinha previsão de duração de quatro anos.

A Nissan reforça seu compromisso com o esporte brasileiro como Patrocinadora Oficial dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016™ e apoio a 30 atletas olímpicos e paralímpicos do Brasil.”

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo