Vladimir Putin garante respeito aos gays nos Jogos de Sochi

Declaração foi feita durante visita do presidente do COI à cidade

Declaração foi feita durante visita do presidente do COI à cidade | Alexander Zemlianichenko/Reuters Declaração foi feita durante visita do presidente do COI à cidade | Alexander Zemlianichenko/Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou nesta segunda-feira (28) que todos participantes das Olimpíadas de Inverno de Sochi 2014 “se sentirão bem, qualquer que seja sua orientação sexual”.

Putin deu esta declaração durante a visita na cidade de Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) e resolveu colocar panos quentes na polêmica desencadeada pela aprovação em junho de uma lei que reprime a propaganda gay no país.

“Estamos fazendo de tudo para que atletas, espectadores e visitantes se sintam bem nos Jogos Olímpicos, qualquer que seja sua nacionalidade, origem étnica ou orientação sexual”, disse o presidente em discurso divulgado na televisão russa.

Representantes do COI e de federações russas de modalidades da Olimpíada de Inverno visitaram a cidade situada entre o mar Negro e as montanhas do caucásio a 100 dias do evento, que acontecerá de 7 a 23 de fevereiro do ano que vem.

Desde que a controversa lei que pune com multas ou até penas de prisão a propaganda gay diante de menores de idade, vário atletas, artistas e até ministros de países do mundo inteiro fizeram críticas duras a Putin, sendo que alguns fizeram apelos para o boicote aos Jogos.

Há duas semanas, 15 atletas norte-americanos e europeus, inclusive o ex-tenista Andy Roddick, pediram para que Thomas Bach assuma uma posição firme sobre o assunto, alegando que a lei russa é uma violação clara da Carta Olímpica, que proíbe qualquer forma de discriminação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo