Corinthians perde mais um mando de campo; Sheik pega gancho

Por Tercio Braga
Emerson Sheik | Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians Emerson Sheik pegou um jogo de suspensão | Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians perdeu mais um mando de campo. Desta vez, por causa da garrafa que atingiu o bandeira Bruno Rizzo na derrota por 4 a 0 contra a Portuguesa, em Campo Grande (MS).

Veja também
Após manter Tite, Corinthians já pensa em renovação do elenco
Criador do ‘Gaivotas da Fiel’ espera apoio do Corinthians
STJD inclui Corinthians em denúncia por briga no jogo contra o São Paulo
Muricy diz que Corinthians tomou a decisão certa ao manter Tite

O advogado do Corinthians, João Zanforlin, criticou a punição por entender que a obrigação de zelar pela segurança da partida era da Lusa.

“Competia à Portuguesa providenciar um policiamento especializado que não deixasse entrar com uma garrafa no estádio. Em qualquer estádio vende-se apenas copos d’água. Deixou entrar, deixou vender… O empresário levou esse jogo para lá, o Corinthians levou a torcida e acabou perdendo esse mando”, disse ao repórter Wellington Campos, da Rádio Bradesco Esportes FM Rio.

Além de ter que jogar a 100 quilômetros da sede do clube, o Corinthians terá que pagar uma multa de R$ 20 mil.

E não será a primeira vez que a equipe sofre punição por causa de seus torcedores. Em agosto, a Fiel entrou em confronto com torcedores do Vasco e ocasionou em uma perda de quatro mandos de campo.

Sheik punido; Gil absolvido

O STJD ainda puniu o atacante Emerson Sheik com um jogo de gancho por acertar uma cotovelada em jogador da Portuguesa, em jogada que não foi vista pelo árbitro. Gil, que havia sido expulso, ficou só com a suspensão automática, já cumprida.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo