Gilson Kleina é absolvido no STJD e escapa de gancho

Por Tercio Braga
Caso fosse punido, o treinador do Palmeiras poderia levar até seis jogos de suspensão | Piervi Fonseca/Folhapress Caso fosse punido, o treinador do Palmeiras poderia levar até seis jogos de suspensão | Piervi Fonseca/Folhapress

O técnico Gilson Kleina foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta quinta-feira. Ele foi julgado pela segunda vez por conta de sua expulsão na derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR, em Curitiba, pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Veja também
Palmeirense Mendieta passa bem após cirurgia no joelho

Caso fosse punido, o treinador do Palmeiras poderia levar até seis jogos de suspensão. Ele havia sido denunciado com base no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê punição para desrespeito à arbitragem. O comandante alviverde já havia sido absolvido no primeiro julgamento.

Na ocasião, segundo a súmula do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, Kleina foi expulso por “contestar de forma veemente as decisões da arbitragem, gesticulando e batendo palmas de forma irônica”.

Leandro raspa moicano e vira alvo de gozações

Famoso por cultivar o penteado moicano, o atacante do Palmeiras apareceu no treino desta quinta-feira com o cabelo raspado e foi alvo de brincadeiras do elenco.

Os atletas aplaudiram a chegada de Leandro no gramado como se fosse um novo jogador que chegava ao clube. Contratado na troca por Barcos no início do ano, o ex-jogador do Grêmio é o artilheiro do Verdão na temporada com 15 gols.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo