‘Se não melhorar agora, só com o título intergaláctico’, afirma Zanetti

Por Carolina Santos
Zanetti treina em estrutura inadequada, diz técnico | Dean Mouhtarropoulos/ Gettyimages Zanetti treina em estrutura inadequada, diz técnico | Dean Mouhtarropoulos/ Gettyimages

Na avaliação de Marcos Goto, treinador de Arthur Zanetti, principal ginasta do país, a estrutura disponível para o pupilo não está à altura das conquistas. A última glória de Zanetti foi o ouro nas argolas no Mundial da Antuérpia, conquistado sábado, na Bélgica. O atleta também tem um ouro olímpico, pelo mesmo aparelho, obtido nos Jogos de Londres, ano passado.

“Agora somos campeões mundiais. Já temos o título olímpico. Se a estrutura que temos aqui não melhorar, vamos fazer o que? Conquistar o título intergalático?”, questionou Goto, que foi além.

“O esporte olímpico do Brasil é ruim em estrutura, está se arrastando. Não só a ginástica”, disse. “Não adianta o país fazer um centro de treinamento para a ginástica em 2015. O que vou fazer com o Arthur em seis meses? Em janeiro de 2015 ele precisa estar pronto.”

De acordo com o treinador, a estrutura do SERC Santa Maria, clube de Zanetti em São Caetano do Sul, melhorou após a medalha de ouro conquistada na Olimpíada. Mesmo assim, faltam coisas. O local não tem climatização e só alguns equipamentos são novos.

Equipamentos, aliás, já foram um problema maior. Tanto que, no início do ano, Zanetti cogitou mudar de país por falta de estrutura. Depois da reclamação, chegaram aparelhos do Comitê Olímpico Brasileiro.

Questionado sobre a parte estrutural, o campeão adotou um tom menos crítico que de seu treinador: “Para mim está tranquilo. Consigo viver bem e com estrutura.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo