Muricy dá a receita ao São Paulo: ‘menos discurso e muito trabalho"

Por fabiosaraiva
O técnico Muricy, que foi apresentado pelo vice-presidente do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes | Rubens Chiri/saopaulofc.net O técnico Muricy, que foi apresentado pelo vice-presidente do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes | Rubens Chiri/saopaulofc.net

Muricy Ramalho foi apresentado no início da tarde desta terça-feira como novo técnico do São Paulo para a sequência do Campeonato Brasileiro. Em suas primeiras palavras, o treinador reconheceu que a missão de tirar a equipe da zona de rebaixamento é complicada – por isso, ele pregou que o momento agora é de “menos discurso e muito trabalho”.

“É um momento que a gente nunca viu o São Paulo passar, a gente não tem experiência nisso, de estar nessa situação, então, volto a repetir: menos discurso e realmente muito trabalho. O que melhora tudo e o resultado, não tem outra saída”, disse Muricy. “Também é preciso fazer o jogador entender que não existe ninguém mais importante que o clube. Todo mundo tem que abrir mão de alguma coisa”, completou o técnico.

Muricy foi apresentado pelo vice-presidente João Paulo de Jesus Lopes, que, inclusive, vê o técnico “menos ranzinza e mais sorridente” em seu retorno ao São Paulo. “Temos absoluta confiança no trabalho dele e entendemos que ele pode reverter esse desconforto em que vivemos nesse momento”, declarou o dirigente.

 

 

Lúcio, Paulo Autuori, três zagueiros…

Logo no início da entrevista coletiva, Muricy foi questionado tanto sobre o trabalho de seu antecessor, Paulo Autuori, quanto sobre uma possível reintegração do zagueiro Lúcio, afastado pelo ex-técnico tricolor. Sobre o zagueiro, Muricy prometeu cuidar do tema “mais na frente”.

Sobre Autuori, Muricy elogiou o colega. “O Paulo fez um grande trabalho, pegou um time em situação complicada, na parte física melhorou muito o time, pelo que eu tenho acompanhado, mas no futebol a gente tem que ter resultado”, disse.

“Agora, não podemos ficar só no discurso, o que a gente tem que conseguir rapidamente é a vitória. Temos que resolver o problema do São Paulo agora”, completou Muricy.

Muricy também falou sobre sua saída do São Paulo, em 2009, após ser tricampeão brasileiro pelo time tricolor. “Foi porque chegou a hora. Quando eu fui chamado pelo Juvenal ele disse: ‘e ai, que vamos fazer?’, eu disse que era a hora de sair, já estava na hora. Futebol é assim. Na nossa cultura, se não tiver resultado é assim”.

Sobre o esquema com três zagueiros que o consagrou no São Paulo, Muricy disse também que, hoje, não deve adotar essa tática. “No Brasil não dá pra ter esquema pronto, tem que ver os jogadores que você vai ter à disposição. A maioria hoje joga com gente aberta e não dá pra marcar dessa maneira (com três zagueiros), esse tipo de esquema não encaixa”.

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo