Paulo André cobra melhor desempenho ofensivo do Corinthians

Por Tercio Braga
Preparo físico do time é uma das preocupações de Paulo André | Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians Preparo físico do time é uma das preocupações de Paulo André | Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Paulo André apontou um dos motivos para o Corinthians não deslanchar neste Brasileirão: o fraco desempenho ofensivo da equipe. Para o zagueiro, a dificuldade de criar jogadas claras de gol tem sido o grande vilão da equipe na competição. O empate por 0 a 0 com o lanterna Náutico, no último domingo, no Pacaembu, é um grande exemplo.

Apesar de cobrar o setor, o camisa 13 disse não ser um recado para os jogadores que jogam nestas posições. Segundo ele, o processo de jogadas ofensivas passa por toda a equipe dentro de campo, até pelos seus próprios pés ao sair jogando.

“A gente tem tido dificuldade na criação de jogo. Isso não é pressionar ninguém. Mas os rivais chegam no Pacaembu com o time inteiro marcando. A bola fica comigo e com Gil pra criar e iniciar jogadas. Nós lá de trás precisamos ter melhor passe. Os atacantes têm que se movimentar mais, os meias apostar mais na visão de jogo. Tem que mudar. É mais no improviso mesmo. Temos qualidade no grupo e só assim vamos melhorar. É difícil ter tempo para treinar estas jogada por conta da correria que é esse calendário. Vai ser no improviso e na qualidade técnica”, afirmou, em entrevista coletiva, nesta segunda-feira.

Questionado sobre os motivos que fizeram o Timão não engrenar no Campeonato Brasileiro, Paulo André listou outras dificuldades que o técnico Tite e o elenco estão tendo nos últimos tempos. A parte física também está pesando.

“Difícil falar agora, vai parecer desculpa. Antes da parada para a Copa das Confederações o time sentiu o físico, fizemos poucos pontos e perdemos em casa. Acho que não conseguimos produzir jogadas em todos os jogos. Defensivamente bem, mas ofensivamente muito abaixo. Temos que criar alternativas, mudar movimentação, ser mais ousado no mano a mano e buscar mais o gol para gente obter melhores resultados. É uma opinião minha. Mas tenho certeza que ninguém está satisfeito, nos cobramos lá dentro para melhorar”, concluiu.

O zagueiro explicou que o time como um todo não tem conseguido criar jogadas claras de gol. Sem tempo para treinar, o jeito é improvisar com a qualidade técnica dos jogadores.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo