Thiago Ribeiro faz e Santos vence Goiás

Por george.ferreira
No contra-ataque , Thiago Ribeiro marca para o Santos / Santos FC Divulgação No contra-ataque , Thiago Ribeiro marca para o Santos / Santos FC Divulgação

O uniforme azul do Santos foi pé-quente em sua estreia e, com gol do atacante Thiago Ribeiro, o Peixe superou o Goiás por 1 a 0 neste sábado, na Vila Belmiro. Após primeiro tempo ruim e com os esmeraldinos mais perto de abrir o placar, o técnico Claudinei Oliveira promoveu a entrada de Renato Abreu, que fez seu primeiro jogo pelo novo clube e participou bem do lance que deu a vitória ao alvinegro.

Com o triunfo, o Santos – que ainda tem dois jogos para fazer e fechar o primeiro turno – chegou a 25 pontos e pulou da 13ª para a nona colocação na tabela do Brasileirão. Já o Goiás estaciona na sétima posição na classificação e pode ser ultrapassado por Criciúma, Vasco e Coritiba ainda neste fim de semana.

Agora, o Santos enfrentará uma maratona de jogos no Brasileirão. Na terça-feira, viaja a Novo Hamburgo para enfrentar o Internacional. Dois dias depois, vai ao Rio de Janeiro visitar o Flamengo, no Maracanã. No domingo, enfim encerra a sequência de três jogos em seis dias contra o Botafogo, na Vila Belmiro. Já o Goiás recebe o Cruzeiro no Serra Dourada na próxima quarta-feira, às 21h.

O Jogo

Jogando todo de branco, o Goiás não parecia só ser o mandante em razão do uniforme, mas também na postura ofensiva de sua equipe, que pressionou o Santos quase a todo instante durante a primeira etapa. Com boas trocas de passe e aproximações para as tabelas, os esmeraldinos chegaram algumas vezes com perigo ao gol de Aranha, que foi obrigado a fazer pelo menos duas grandes defesas.

Já os atletas do Peixe, ao contrário dos goianos, jogaram muito longe uns dos outros, dificultando a manutenção da posse de bola e, inclusive, a saída ainda no campo de defesa. Com marcação adiantada, a equipe do técnico Enderson Moreira marcava os santistas já no campo de ataque, dificultando a criação de jogadas já na sua origem.

A alternativa então buscada pelos alvinegros foi o lançamento ou passe pelo alto. Com problemas para jogar pelo chão, passaram a abusar das bolas mais longas buscando os atacantes Thiago Ribeiro e Everton Costa. O camisa 9, inclusive, teve de sair para longe da área em algumas oportunidades para buscar o jogo. Entretanto, com a bola no pé, também arriscava as bolas pelo alto.

Segundo tempo

A apatia e a falta de aproximação de seus atletas no primeiro tempo parecem ter sido deixadas pelo Santos no vestiário. Na volta para o segundo tempo, Claudinei promoveu as entradas de Giva e Renato Abreu, que fez sua estreia com a camisa do Peixe e logo aos 4 minutos já participaria do primeiro gol da partida.

Em contra-ataque alvinegro, o camisa 20 recebeu no círculo central e rapidamente lançou para Leandrinho na direita. O volante viu Giva disparar pelo lado e tocou. Livre, o atacante invadiu a área e, com a intenção de finalizar de cobertura no mano a mano com Renan, acabou mandando torto e Thiago Ribeiro aproveitou no segundo pau para abrir o placar na Vila Belmiro.

Sem Walter, que sentiu dores na coxa direita no fim da etapa inicial e não voltou para o campo, Enderson Moreira perdeu boa opção de jogada na frente. Apesar de pesado, o centroavante conseguiu parar a bola e levar perigo nos minutos que atuou. Seu substituto na referência, Neto Baiano, pouco participou do jogo e diminuiu o número de alternativas dos goianos para a criação de oportunidades na metade ofensiva do gramado.

Depois do gol, a apatia voltou a tomar conta dos santistas, que abdicaram do esforço de manter a posse de bola para recuar e segurar a vantagem na Vila. Na base da raça e da vontade, o Goiás foi para o ataque e pressionou o Peixe, que manteve a vitória graças à ótima atuação do goleiro Aranha e à trave, que impediu gol de Renan Oliveira de fora da área. Giva ainda teve excelente oportunidade de ampliar no fim, mas errou o corte em cima do goleiro Renan, que desarmou o atacante facilmente.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 X 0 GOIÁS

SANTOS: Aranha, Cicinho, Edu Dracena, Durval e Emerson; Alison, Cícero, Leandrinho (Alan Santos, aos 32’2T) e Pedro Castro (Renato Abreu, intervalo); Everton Costa (Giva, intervalo) e Thiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira

GOIÁS: Renan, Vítor, Ernando (Valmir Lucas, aos 31’1T), Rodrigo e Willian Matheus; Dudu Cearense (Roni, aos 17’2T), David, Ramón, Hugo e Renan Oliveira; Walter (Neto Baiano, intervalo). Técnico: Enderson Moreira

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)

Data e hora: 7/9/2013, às 18h30

Renda e público: R$ 146.457,00 / 8.968 pagantes

Árbitro: Wagner Reway (MT)

Cartões amarelos: Dudu Cearense, Neto Baiano, Hugo (GOI);

GOL: Thiago Ribeiro, aos 4’2ºT (1-0)

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo