Santos vence fora e Fluminense se aproxima da degola

Por fabiosaraiva

No duelo entre duas equipes que estavam próximas a zona de rebaixamento, o Santos levou a melhor. O time alvinegro praiano venceu o Fluminense por 2 a 0, gols de Thiago Ribeiro e Cícero e se afastou do Z4, deixando os cariocas em uma fase ainda pior na competição.

Com a vitória, o Santos chegou aos 22 pontos e assumiu o 11º lugar no Campeonato Brasileiro. Enquanto isso, o Fluminense se manteve na 15º colocação, porém mais próximo ainda da zona de rebaixamento, já que a Portuguesa venceu seu jogo e se está a apenas dois pontos.

Supremacia santista na primeira etapa

Eliminados na Copa do Brasil no meio de semana e mal na tabela do Campeonato Brasileiro, Fluminense e Santos entraram em campo pressionados para conseguir um bom resultado. Dono da casa, o Fluminense tomava a iniciativa do jogo, mas o Santos não abdicava do ataque e aparecia com perigo sempre que o time carioca dava espaços.

Surpresa na escalação de Luxa, o meia-atacante Rhayner teve a primeira grande chance do jogo. Aos nove minutos, ele recuperou a bola no campo de ataque e saiu na cara de Aranha, mas hesitou para finalizar e acabou batendo mal, sem levar perigo. Mas o Santos não demorou para responder, aos 12, Cicinho fez ótima jogada pela direita e cruzou para Thiago Ribeiro, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol.

O gol abalou o Fluminense, que passou a cometer muitas falhas infantis na marcação. Sem confiança, o time errava muitos passes e fazia muitas faltas. Em uma dessas, aos 28 minutos, Cícero cobrou com muita força, no canto de Diego Cavalieri, que não conseguiu segurar. Se o momento já era ruim, ficou ainda pior para o Tricolor, que sofria com a tranquilidade e a calma dos santistas, que trabalhavam a bola.

Luxa arrisca, mas fase do Flu não ajuda

Para a segunda etapa, o técnico Vanderlei Luxemburgo foi para o tudo ou nada. Ele tirou os meninos Willian e Eduardo e colocou os experientes Wágner e Felipe. O time ficou mais exposto e deu muito espaço para o Santos no meio de campo. O Peixe aproveitava a superioridade no placar a administrava o jogo.

Aos 12 minutos, Marcos Júnior entrou no lugar e Rhayner e dois minutos depois fez a primeira grande jogada. Ele girou na ponta esquerda e cruzou para área, achando Wágner sozinho, que bateu firme, obrigando Aranha a fazer uma grande defesa. E o que era ruim, ainda ia piorar. Com as três substituições feitas, Fred sentiu após cobrar uma falta e ficou em campo fazendo número.

Guerreiro, o Fluminense não desistiu e continuou tentando o gol a todo custo, mas o Santos estava tranquilo e acalmava o jogo valorizando a posse de bola. Dali em diante, o jogo pouco mudou. O Tricolor apresentava pouca resistência e dava espaços para o adversário, que não aproveitava as oportunidades. No fim, placar do primeiro tempo mantido e vitória santista.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 0 X 2 SANTOS

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 31/8/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Renda e público: R$ 230.740,00 / 8.736 pagantes / 10.481 presentesCartões amarelos: Gum (FLU); Mena (SAN)Cartões vermelhos: não houveGols: Thiago Ribeiro 12’/1ºT (0-1), Cícero 28’/1ºT (0-2)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Anderson e Carlinhos; Edinho, Willian (Felipe/intervalo), Eduardo (Wágner/intervalo); Rhayner (Marcos Jr. 12’/2ºT), Rafael Sobis e Fred. Técnico: Vanderley Luxemburgo

SANTOS: Aranha, Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Renê Jr., Alan Santos (Pedro Castro 37’/2ºT) e Cícero; Everton Costa, Leandrinho (Léo 25’/2ºT) e Thiago Ribeiro (Giva 40’/2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo