Grêmio vence por 2 a 0, e Santos diz adeus à Copa do Brasil

Por Tercio Braga
Jogadores comemoram o primeiro gol do Grêmio contra o Santos | Lucas Uebel/Divulgação Jogadores comemoram o primeiro gol do Grêmio contra o Santos | Lucas Uebel/Divulgação

O Grêmio fez valer o fato de jogar em casa e conseguiu reverter a vantagem obtida pelo Santos na Vila Belmiro, na semana anterior. Na Arena e com o apoio da torcida, o Tricolor buscou mais a partida e conseguiu fazer 2 a 0, placar necessário para ficar com a vaga. Os gols foram de Souza e Werley, ambos na segunda etapa.

Veja também
Corinthians espanta a zebra e passa pelo Luverdense
Palmeiras perde e é eliminado pelo Atlético-PR
Gol de Elias no final garante vitória, e Fla despacha o Cruzeiro
Goiás faz 2 a 0 no Serra Dourada e elimina o Flu
Botafogo empata com o Atlético-MG e avança

O adversário do Grêmio nas quartas de final será o Corinthians. O sorteio da competição para saber os mandos do confronto será feito na próxima sexta-feira. As partidas serão disputadas somente no mês de setembro.

Próximos Jogos

O Grêmio volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no sábado. A equipe enfrenta a Ponte Preta na Arena, às 18h30. O Santos tem compromisso pela competição também no sábado. A equipe visita o também eliminado da Copa do Brasil, Fluminense, no Maracanã, às 21h.

O Jogo

Grêmio e Santos protagonizaram confrontos históricos em torneios mata-mata, foram confrontos pelo Campeonato Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil… todas as competições contaram com jogos eletrizantes. Nesta quarta-feira, na baixa temperatura de Rio Grande do Sul, as equipes voltaram a campo para outra decisão.

Os torcedores de ambos os lados chegaram confiantes à Arena, que recebeu o documento que garante a segurança jurídica para realização de espetáculos no estádio, além dos jogos. Show esta noite? A confiança dos gremistas se deu por conta da sequência de vitórias no Brasileirão e contando com o fator casa. Os santistas com a vantagem do 1 a 0 conquistada no primeiro confronto.

Em campo, o técnico Renato Gaúcho manteve o esquema com três zagueiros e três volantes, optando pelas saídas rápidas pelas laterais. Já o Santos, bem postado por Claudinei Oliveira, optou pelo contra-ataque. E a tática santista deu mais resultado na etapa inicial. Mesmo com faltas e cartões logo no começo, o time da Baixada soube controlar o ritmo da partida.

Enquanto o Grêmio tinha mais posse de bola, o Peixe apostava no ataque para dificultar a vida do adversário. A chance veio, mas não foi aproveitada. Montillo, que minutos mais tarde saiu de campo com dores na coxa esquerda, lançou Thiago Ribeiro, que saiu às costas de Bressan. O reforço do alvinegro para o segundo semestre apareceu frente à frente com Dida. Era só escolher: chute ou toque para Gabriel. Ele optou pela segunda, mas o jovem de 16 anos estava em posição de impedimento. Lamentos dos santistas.

Barcos, que teve a função de organizar o jogo, sofreu com a boa marcação de Alison, que atuou como volante, mas também voltava para compor um falso terceiro zagueiro. No Grêmio, a zaga deu muitas brechas, enquanto Pará e Alex Telles abusavam dos cruzamentos. Já o Santos diminuiu o ímpeto quando Montillo foi substituído. A criação, logo, foi passada para Léo Cittadini, o jovem que parece com Kaká.

Segundo Tempo

Na etapa final, as equipes voltaram com as mesmas escalações e sistemas táticos que foram para o intervalo. O Santos manteve a posse de bola e quase chegou ao gol inaugural da partida após bobeada de Bressan, que recuou mal para Dida. Quase novamente o Peixe marca. E se não faz…

Souza, o jogador que dá mais proteção à zaga, encontrou Barcos, que se livrou da marcação e retornou novamente para o volante, que tocou para o fundo das redes. Na comemoração, o camisa 5 chorou bastante e foi abraçado pelos companheiros.

O tento não mudou o ritmo da partida, que permaneceu equilibrada, contudo, com poucas oportunidades de gol. Everton Costa ainda teve boa chance no final, mas a bola saiu à direita do goleiro Dida.

E quando todos já contavam com a disputa de pênaltis, o Grêmio conseguiu o segundo gol. Em boa triangulação, Maxí Rodríguez encontrou Pará, que deu passe na medida para Werley. Com tranquilidade, o beque bateu no canto para dar a vaga nas quartas de final ao tricolor gaúcho.

GRÊMIO 2 x 0 SANTOS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data e hora: 28/08/13, às 21h50
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabiano da Silva Ramires (ES).
Público pagante/Renda: 25.871/R$ 967.346,00
Cartões amarelos: Renê Júnior, Gustavo Henrique, Cícero (SAN) Souza, Kleber, Maxi Rodríguez (GRE)
Gols: Souza – 9’/2ºT (1-0), Werley – 42’/2ºT (2-0)

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro (Gabriel – 46’/2ºT), Riveros (Maxi Rodríguez – 17’/2ºT) e Alex Telles; Kleber e Barcos (Yuri Mamute – 48’/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho

SANTOS: Aranha; Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alison, Renê Júnior (Neto – 34’/2ºT), Cícero e Montillo (Léo Cittadini – 24’/1ºT); Gabriel (Everton Costa – 23’/2ºT) e Thiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira

Loading...
Revisa el siguiente artículo