Corinthians espanta a zebra e passa pelo Luverdense na Copa do Brasil

Por Tercio Braga
Pato comemora o primeiro gol do Corinthians | Adriano Vizoni/Folhapress Pato comemora o primeiro gol do Corinthians | Adriano Vizoni/Folhapress

Após ser derrotado no jogo de ida pelo placar mínimo, o Corinthians espantou a zebra na Copa do Brasil e venceu o Luverdense por 2 a 0, nesta quarta-feira, assegurando uma vaga nas quartas de final da competição, para enfrentar o Grêmio. Alexandre Pato, de falta, e Fabio Santos marcaram os gols da vitória no estádio do Pacaembu.

Veja também
Grêmio vence por 2 a 0, e Santos diz adeus à Copa do Brasil
Palmeiras perde e é eliminado pelo Atlético-PR
Gol de Elias no final garante vitória, e Fla despacha o Cruzeiro
Goiás faz 2 a 0 no Serra Dourada e elimina o Flu
Botafogo empata com o Atlético-MG e avança

Digno do frio de 10° que fazia no Pacaembu. Foi assim que o Timão iniciou a partida contra o time do Mato Grosso. Travado na forte marcação, a única alternativa era lançar para as “paredes” Guerrero e Danilo. Pato, cobrado por competitividade, mostrou disposição desde o começo. E a recompensa ainda viria.

O organizado Luverdense apostava nas jogadas nas costas dos laterais Edenilson e Fábio Santos. Foram logo dois sustos.

Guerrero ainda tirou o grito da garganta da torcida. Recebeu sozinho, mas na cara do goleiro, driblou para o lado errado. Mas seu parceiro de ataque, ligado desde o início, apareceu e livrou sua pele. O camisa 7 recebeu a falta da entrada da área. Com ordens histéricas de Tite no banco, Pato cumpriu o pedido e soltou o pé por baixo da barreira, aos 30.

Pato ficou mais incisivo e Douglas, com ótimos passes, começou a colocar seus companheiros na cara do gol. Guerrero, Ibson e até Fábio Santos tiveram chances. O lateral, com pinta de centroavante, colocou para dentro após cruzamento de Douglas, aos 44.

Na segunda etapa, a ordem era matar o jogo, e a marcação pressão foi a arma contra a atrapalhada defesa do Luverdense. Foi por pouco que o terceiro gol não veio logo de cara.

O gás para marcar a saída de bola foi acabando, os erros foram aparecendo, e a coisa foi ficando cada vez mais perigosa. Um gol do pequeno time da Série C mandaria tudo para o brejo. O Corinthians passou um sufoco desnecessário, mas tudo acabou bem para o alvinegro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo