Consolidando a ponta de batalha em batalha

Por fabiosaraiva

helio-castronevesPois é, amigos. Quem curtiu a corrida de Sonoma na Band e no Bandsports viu que não foi mole sair da Califórnia ampliando a liderança para o segundo colocado na classificação, o Scott Dixon. Foi uma corrida das mais disputadas, mas foram tantos os acidentes e as punições que fizeram dessa etapa, a 15ª das 19 do calendário do IZOD IndyCar Series, uma das mais nervosas.

Ficamos todos preocupados quando o Scott jogou no chão dois mecânicos da nossa equipe Penske que trabalham no pit do Will Power. Graças a Deus os dois estão bem, mas o susto foi grande.
Não vou entrar no mérito, pois não é minha função. Para isso existem as regras e o diretor de provas. Está lá muito claro que, se você atropela alguém no pit, vai receber punição.

Mas, para mim, o lado mais importante é o humano. Quando a gente recebe uma punição e fica com a cabeça quente, acaba falando coisas e tomando certas atitudes que, depois que a poeira baixa, chega à conclusão de que não era por aí. Eu sou um exemplo disso. E tenho certeza que o Scott, depois de ter falado que o mecânico do Will ficou na frente dele de propósito, a essas horas está envergonhado, da mesma forma que eu fiquei quando peguei o Charles Burns pelo colarinho. Boto a minha mão no fogo pelo caráter e profissionalismo de todos os nossos rapazes.

Eu levei tanta pancada durante a largada e relargadas (no total foram oito!) que pensei que não iria terminar. Meu Hitachi Chevrolet #3 aguentou firme, mas ficou bem desalinhado e eu acabei perdendo posições. O 7º lugar, então, foi um prêmio ao esforço de todo o time no final de semana, que teve a merecida vitória do Will Power.

Se a gente olhar isoladamente pode pensar:
“Puxa, o Castroneves está com o título garantido porque tem uma vantagem de 39 pontos” Mas nada disso é verdade, pois faltam quatro corridas e estão em jogo nada menos do que 216 pontos. É ponto que não acaba mais e o grupo de pilotos com chance de levar o título passa de dez. Domingo agora, às 15h de Brasília, vamos correr em Baltimore e será um dos grandes desafios da minha carreira sair de lá com a liderança mais consolidada do que nunca. Mas essa é a graça da vida, enfrentar desafios.

Obrigado a todos pelo apoio e vamos que vamos!

Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileiro com mais vitórias na Indy, com 28 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e 2009). Disputará em 2013 sua 16ª temporada na categoria e 14ª pelo Team Penske.

Loading...
Revisa el siguiente artículo