Corinthians sai na frente, mas cede empate ao Vasco em Brasília

Por Tercio Braga
André comemora o gol marcado no segundo tempo, que impediu a vitória do Corinthians | Divulgação André comemora o gol marcado no segundo tempo, que impediu a vitória do Corinthians | Divulgação

Em partida disputada, Vasco e Corinthians empataram em 1 a 1 no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Guerrero abriu o placar para o Timão, aos quatro minutos do primeiro tempo, mas André deixou tudo igual para o Vasco, aos sete minutos da segunda etapa.

Veja também
Corintianos e vascaínos brigam nas arquibancadas

Agora, as duas equipes voltam a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo. O Cruz-Maltino vai enfrentar o Cruzeiro, às 18h30, no Mineirão. Já o Timão receberá o Flamengo, às 16h, no Pacaembu.

PRIMEIRO TEMPO TRUNCADO

O Corinthians começou mandando na partida. Com uma rápida troca de passes na linha de frente, a defesa do Vasco não conseguia impedir o avanço dos adversários. Logo aos quatro minutos, Edenilson mandou a bola para a área, Douglas não alcançou, mas Guerrero apareceu e completou para o fundo das redes.

Mesmo depois de sofrer o gol, o Cruz-Maltino não conseguiu encaixar as jogadas. E, aos nove minutos, Guerrero partiu em velocidade, tocou para Douglas, que cabeceou no travessão e quase ampliou a vantagem corintiana. Daí por diante, o Timão passou a administrar o resultado e o Vasco quase não chegava na área.

Há 20 minutos do fim, o Cruz-Maltino resolveu ir para cima e passou a ter mais posse de bola. Juninho e Pedro Ken chegaram a arriscar alguns chutes de fora da área, mas sem levar muito perigo ao gol de Cássio. Marlone apareceu algumas vezes na área corintiana, mas foi desarmado com facilidade. No fim da primeira etapa, o Corinthians voltou a tomar conta da posse de bola, mas sem dar muito trabalho ao goleiro Diogo Silva.

SEGUNDO TEMPO ABERTO

Na etapa final, as duas equipes foram para o ataque, criaram mais chances de gol e deixaram o jogo aberto. Em desvantagem no placar, o Vasco resolveu ir com tudo para frente e começou melhor. Aos sete minutos, o jovem Willie, que substituiu Wendel no intervalo, quase marcou um golaço de cobertura.

Dois minutos depois, a defesa corintiana errou na saída de bola, e Juninho, de carrinho, conseguiu tocar para André. Com tranquilidade, o camisa 9 tirou de Cássio e deixou tudo igual na partida. O Vasco queria a virada. No lance seguinte, Marlone pegou a sobra e chutou. A bola saiu rente à trave esquerda do arqueiro corintiano.

O atacante Romarinho, que entrou no começo do segundo tempo, deu trabalho para a defesa do Vasco. Após tabelar com Guerrero, Romarinho chutou a bola rente à trave do gol vascaíno. O Cruz-Maltino respondeu com Marlone, que também chutou rente à trave.

O Corinthians praticamente parou de jogar na segunda etapa. Porém, logo depois de entrar na partida, Pato quase marcou para o Timão. O atacante passou por dois defensores e, na hora no arremate, acabou sendo desarmado. No último minuto da partida, o camisa 7 cobrou falta com perigo, mas Diogo Silva conseguiu fazer a defesa.

VASCO X CORINTHIANS

Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data-Hora: 25/8/2013 – 16h
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Cartões amarelos: Abuda 38’/2ºT (VAS), Danilo 40’/2ºT (COR), Fagner 7’/2ºT (VAS), Pedro Ken 19’/2ºT (VAS),
Gols: Guerrero 4’/1ºT (COR), André 9’/2ºT (VAS),

VASCO: Diogo Silva, Fagner, Cris, Rafael Vaz e Yotún; Abuda, Wendel (Willie – Intervalo), Juninho, Pedro Ken e Marlone; André. Técnico: Dorival Júnior

CORINTHIANS: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Ibson, Danilo (Romarinho – 16’/2ºT), Douglas e Emerson (Pato – 34’/2ºT) ; Guerrero. Técnico: Tite

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo