Palmeiras faz 1 a 0 e sai na frente no duelo contra o Atlético-PR

Por Tercio Braga
Vilson comemora o gol que deu a vitória ao Palmeiras/Adriano Vizoni/Folhapress Vilson comemora o gol que deu a vitória ao Palmeiras/Adriano Vizoni/Folhapress

O Palmeiras se portou bem no início da defesa do título da Copa do Brasil e em um teste contra uma equipe bem posicionada na tabela da Série A. Jogando no Pacaembu, o Verdão derrotou o Atlético-PR por 1 a 0 nesta quarta-feira, em partida válida pelo jogo de ida das oitavas de final. O gol foi marcado por Vilson, de cabeça, logo no início da partida.

Com o resultado, o Palmeiras garante a vantagem do empate no jogo de volta. Já o Furacão vai precisar vencer por dois gols de vantagem para garantir a classificação. O confronto decisivo está marcado para a próxima quarta-feira, no estádio Durival de Brito, às 21h50.

Próximos Jogos

Ambas as equipes têm compromisso por outra competição nacional no fim de semana, o Campeonato Brasileiro. Pela Série B, o Palmeiras visita o Boa Esporte Clube no sábado, às 16h20, no Estádio do Melão. O Atlético-PR enfrenta o Botafogo domingo, às 18h30, no Durival de Brito.

O Jogo

A vantagem palmeirense no Pacaembu poderia ter sido maior, se o Alviverde não tivesse desperdiçado as oportunidades que criou, sobretudo no primeiro tempo, depois de abrir o placar logo no começo do jogo. Mendieta cobrou escanteio na medida, aos 3 minutos, e o zagueiro Vilson antecipou Luiz Alberto na primeira trave. A bola estufou a lateral da rede de Weverton, para delírio do estádio: 1 a 0.

Logo em seguida, em contra-ataque pela direita, a bola sobrou para Ananias, que estava de costas para o gol. Ao invés de servir Charles, que substituiu Leandro (desfalque com dores nas costas) e estava melhor posicionado, o atacante optou pelo arremate – sorte do Atlético-PR, que ficou com a bola.

O Furacão deu muito trabalho para a defesa adversária, com investidas e tabelas entre os atacantes Dellatorre e Marcelo. Este último, o camisa 7, perdeu ótima chance de empatar, aos 23 minutos. Pouco depois, Fernando Prass usou o pé esquerdo para impedir que Dellatorre conseguisse a igualdade, em jogada em que o atleticano saiu cara a cara com o goleiro, em noite e fase inspirada.

O destaque do Palmeiras, principalmente na etapa inicial, foi William Mendieta, substituto de Valdivia. Com dribles curtos, passes precisos e até toque de letra, o paraguaio foi o protagonista. Porém, Alan Kardec, em noite fraca, não aproveitou o toque de classe do gringo ao arrematar fora.

Vagner Mancini promoveu a entrada de Ederson no segundo tempo, e o Atlético-PR subiu de produção. Ele quase fez em finalização cruzada, aos 19 minutos. Na sequência, o Furacão deu um show de perder gols – Dellatorre exagerou na falta de pontaria e acabou sacado pelo treinador.

No próximo sábado, o Palmeiras enfrenta o Boa, fora de casa, pela Série B. Já o Atlético-PR receberá o líder Botafogo, na capital paranaense.

PALMEIRAS 1 x 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 21/08/2013, às 19h30
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Guilherme Dias camilo (MG) e Cleriston Clay (SE)
Renda/público: R$ 801.315,00 / 20.856 pagantes
Cartões amarelos: Mendieta, Eguren e Alan Kardec (PAL); Zezinho, Jonas e Everton (ATP)
Gol: Vilson, 3’/1ºT (0-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho (Ronny, 38’/2ºT); Márcio Araújo, Charles (Eguren, 31’/2º), Wesley e Mendieta; Ananias (Serginho, 47’/2ºT) e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo (Jonas, 31’/1ºT), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho; João Paulo, Zezinho, Everton e Elias (Ederson, intervalo); Marcelo e Dellatorre (Felipe, 33’/2ºT). Técnico: Vagner Mancini

Loading...
Revisa el siguiente artículo