Guerrero diz que não daria beijo em Sheik: "ele é maluco"

“Quem não sabe que o Sheik é maluco”? Assim resumiu Paolo Guerrero sobre a polêmica em que Emerson Sheik se envolveu na noite de domingo, ao publicar foto no Instagram beijando um amigo para comemorar a vitória contra o Coritiba. Autor do gol de pênalti que garantiu o resultado de 1 a 0, o peruano brincou com a situação.

Veja também:
Sheik lembra histórico com a mulherada e garante: ‘Sou homem para c…’

“Todo mundo sabe que ele é maluco, que gosta de brincar. O torcedor corintiano sabe. Tem até uma canção para ele que diz que quando o Sheik jogar o bicho vai pegar… Eles sabem que é normal. Acho que vão entender, todos conhecem o Sheik muito bem”, disse o camisa 9, em entrevista coletiva.

A reação de parte da torcida, porém, foi bastante negativa. Cinco representantes da organizada Camisa 12 estiveram em um dos estacionamentos do CT logo após a entrevista do atacante para protestar contra o jogador. Antes, por volta das 9h, Sheik foi recebido com aplausos pelos companheiros, em clima de brincadeira.

“Eu não vi (a foto), estava na academia, mas vi que estavam tirando sarro dele”, contou Guerrero, que disse que não aceitaria um beijo do companheiro em uma comemoração de gol.

“Não, um abraço sim, mas um beijo não. Chance zero (risos)”, completou.

Loading...
Revisa el siguiente artículo