Brasileiras erram no mundial de atletismo e ficam em último lugar no 4x100m

Por Carolina Santos
Brasileiras deixam cair o bastão | Gary Hershorn/Reuters Brasileiras deixam cair o bastão | Gary Hershorn/Reuters

O Brasil não conseguiu medalha na prova feminina do revezamento 4x100m do Mundial de atletismo, em Moscou. Após fazer uma prova brilhante nas semifinais, o quarteto brasileiro operou uma lambança na decisão e sequer completou a prova.

As brasileiras faziam uma boa prova até a passagem de bastão de Franciela para Vanda, a última troca, que fecharia o revezamento. As duas não se entenderam e Vanda não segurou o bastão na troca, deixando o material cair no chão. Com a queda, o time brasileiro acabou desqualificado.

Com o desempenho antes da falha, o Brasil tinha plenas condições de conseguir um pódio, que seria o primeiro do país na competição. Com o resultado, o Brasil volta para casa sem medalhas no Mundial de atletismo.

Com o erro, o quarteto formado por Evelyn dos Santos, Ana Cláudia Lemos, Franciela Krasucki e Vanda Gomes, ficou em último na prova. Nas semifinais, quando o Brasil marcou o recorde sul-americano com tempo de 42s29 e se classificou à final, Rosangela Santos correu no quarteto brasileiro e na final foi substituída por Vanda por opção técnica.

“A opção foi do técnico mesmo. Todas estavam muito tranquilas, a Rosângela e a Vanda possuíam um desempenho muito parecido nos treinos. Com isso, o treinador optou por uma na semifinal e outra na final”, disse Ricardo D’angelo, treinador chefe da equipe brasileira, ao Sportv, explicando o porquê da entrada de Vanda na vaga de Rosângela na decisão.

A medalha de ouro na prova ficou com o quarteto da Jamaica, formado por Shelly-Ann Fraser-Pryce, Schillonie Calvert, kerron Stewart e Carrie Russeell, que marcou tempo de 41s29. A França ficou com a prata, com 42s73 e o bronze foi para os Estados Unidos, que cravou 42s75.

Loading...
Revisa el siguiente artículo