Autuori mantém Rogério Ceni como batedor de pênaltis no São Paulo

Rogério Ceni perdeu os últimos dois pênaltis que bateu, mas Paulo Autuori não cogita tirar o goleiro do posto de cobrador oficial. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o técnico do São Paulo depositou muita confiança no capitão do time.

“Eu, quando sento em um lugar para conversar, tenho argumentos. Pesquisei os pênaltis do Rogério e o nível de acerto é altíssimo, mais do que uns especialistas que estão na linha. Posso comprovar com dados. Os grandes jogadores, hoje, são os jogadores com idade, Alex, Juninho, Seedorf, Zé Roberto… Não pode querer fechar os olhos para aquilo que o Rogério tem feito. Quem esteve na viagem pôde testemunhar o respeito que o mundo do futebol, e não falo só de jogadores do Bayern, Milan e Benfica, tem por ele. É identificado com o clube. Então, a simplicidade devastadora que se analisa o futebol tem de ser feita de uma forma mais coerente, porque as pessoas usam muitos dados quando interessam”, comentou.

Dos 112 gols que tem na carreira, 53 foram anotados em cobranças de penalidades. Nesta temporada, o capitão converteu as três oportunidades que teve no quesito, antes de desperdiçar contra Bayern de Munique, pela Copa Audi, e Portuguesa, pelo Brasileirão, no último domingo, no Canindé.

Diante do Bayern, Ceni bateu rasteiro, no canto esquerdo. O goleiro Neuer esperou a finalização e conseguiu fazer a defesa, quando os alemães já venciam por 2 a 0.

Contra a Lusa, Lauro defendeu com as pernas. A cobrança foi feita no mesmo canto, mas com mais força e um pouco mais alta. Depois do jogo, Rogério admitiu que o pênalti tenha sido mal batido.

Loading...
Revisa el siguiente artículo