Justiça do Rio exclui Volta Redonda da Superliga de vôlei

Por BAND
Giba foi a principal contratação do Volta Redonda | Alexandre Arruda/Divulgação Giba foi a principal contratação do Volta Redonda | Alexandre Arruda/Divulgação

Por meio de nota, o TJ (Tribunal de Justiça) do Estado do Rio de Janeiro confirmou que o desembargador da 7ª Câmara Cível, Luciano Saboia Rinaldi de Carvalho, cassou a liminar que permitia o Volta Redonda disputar a Superliga 2013-14 de vôlei. A decisão atendeu a um pedido da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei).

Desta forma, o Volta Redonda segue sem permissão para disputar a competição. Recentemente, a equipe tentou a contratação do veterano Giba.

Segundo a nota do tribunal, a CBV relata que o Volta Redonda não preenche as condições mínimas para participar do campeonato, uma vez que se encontra inadimplente quanto ao pagamento dos salários de seus atletas e comissão técnica. O clube, por sua vez, argumenta que estaria sendo injustiçado, pois a sétima colocação na temporada passada lhe garante vaga automática na competição deste ano, independentemente de qualquer condição.

O desembargador ainda lembrou que a colocação do Volta Redonda no ano passado de fato lhe garante vaga na Superliga 2013-14, mas desde que cumpra as determinações contidas no regulamento. O caso ainda será julgado pela 7ª Câmara Cível do TJRJ.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo