Rogério Ceni: "Por mim, Ney estaria na rua há muito tempo"

Por Carolina Santos
f | Paurino Engo/Divulgação Rogério garante não ter tanta influência no clube quanto se comenta | Paurino Engo/Divulgação

Após perder a decisão da Copa Suruga para o Kashima Antlers, nesta quarta-feira, no Japão, o goleiro Rogério Ceni respondeu às críticas do ex-técnico do São Paulo Ney Franco, que havia acusado o capitão tricolor de “minar” quem não tem sua aprovação no clube. Ceni foi tão firme nas palavras quanto seu ex-comandante e afirmou que, se tivesse tanta influência nos bastidores do São Paulo, Ney “estaria no olho da rua há muito tempo”.

“Eu não vi tudo direito, mas vi algumas coisas. Eu não tenho muito para falar do Ney Franco, para ser honesto, nem o momento acho que cabe muito. Mas para vocês não ficarem sem nada, eu diria que, se eu tivesse toda a influência no São Paulo que ele acha que eu tenho, ele estava no olho da rua há muito tempo”, disse Ceni, em entrevista ao jornal “Lance!”.

“Eu não esperaria (para demitir Ney Franco), se eu tivesse o poder de decisão. Então, eu sou apenas um funcionário do clube, eu não decido, eu não mando. Mas se eu tivesse condições de ter a influência que ele acha que eu tenho, ele já estaria longe há muito tempo. Não tenho mais nada para falar do Ney, faz parte do passado”, completou o goleiro são-paulino.

 

Ganso também fala sobre Ney Franco

Ao jornal “O Globo”, Ney Franco declarou que Ceni “minou” reforços como Ganso e Lúcio no São Paulo. Também questionado sobre o tema, Ganso se esquivou: “não li nada, não vi nada”.

Ney Franco foi demitido pelo São Paulo após perder o jogo de ida da Recopa, contra o Corinthians, por 2 a 1. No clube tricolor, o técnico conquistou a Copa Sul-Americana de 2012.

Neto: ‘duvido que Ceni tenha feito isso’:

Loading...
Revisa el siguiente artículo