Goleiro marca no final, e Portuguesa empata com o Fla

Por Tercio Braga

O Flamengo saiu na frente e encaminhava-se para bater a Portuguesa, nesta quarta-feira, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, em jogo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, a Lusa contou com o goleiro Lauro, aos 48 minutos do segundo tempo, para empatar a partida por 1 a 1.

O gol desta noite foi o segundo da carreira de Lauro e, coincidentemente, aconteceu contra o mesmo time. Há dez anos, o goleiro também foi autor de um tento contra o Flamengo, pela Ponte Preta, no Brasileirão de 2003.

Com o empate, o Flamengo chegou aos 14 pontos em 12 rodadas do Campeonato Brasileiro. Por sua vez, a Portuguesa chegou aos nove pontos, na zona de rebaixamento.

Ambas as equipes voltam a campo no próximo domingo, em dois clássicos. Enquanto o Flamengo enfrenta o Fluminense no Maracanã, às 16h (de Brasília), a Portuguesa recebe o São Paulo no Canindé, às 18h30.

O jogo

Os dois times começaram o jogo sem muita iniciativa em termos ofensivos. Lentidão na troca de passes fazia, inclusive, os jogadores ficaram a maior parte do tempo na faixa intermediária do gramado, sem que perigo fosse levado ao adversário.

No primeiro tempo, a ofensividade foram vistas apenas em lampejos de certos jogadores. Aos nove minutos, a primeira boa chance aconteceu para o Flamengo, quando Léo Moura fez boa jogada pela direita e tocou para Hernane, que acertou a marcação. No rebote, Nixon arriscou forte e o goleiro Lauro defendeu.

Aos 12 e 18 minutos, foi a Portuguesa que chegou ao ataque. Na primeira oportunidade, Bruno Henrique arriscou e o goleiro Felipe defendeu em dois tempos. Já na segunda ocasião, Souza cobrou escanteio fechado, obrigando Hernane a salvar mandando novamente para a linha de fundo.

O Flamengo não ficou para trás e, aos 31 e 33 minutos, também criou. No primeiro lance, Elias roubou a bola na intermediária e deixou Hernane na cara do gol da Portuguesa. O “Brocador” até conseguiu driblar Lauro, mas não acertou o gol. No lance seguinte, Gabriel cruzou rasteiro para a área, mas ninguém conseguiu a finalização.

Já no segundo tempo, o panorama apresentado nos primeiros 45 minutos da partida pouco mudou. A primeira chance apareceu apenas aos 19 minutos, a favor da Portuguesa, quando Bruno Henrique arriscou de longe e Felipe fez uma boa defesa.

No minuto seguinte, o Flamengo não deixou para a trás e partiu ao ataque. Paulinho achou Hernane dentro da grande área, e o atacante acabou derrubado por Ferdinando. O árbitro Cleisson Veloso Pereira assinalou corretamente a penalidade. Dois minutos depois, João Paulo foi para a cobrança e converteu a favor do Rubro-Negro.

Com o placar favorável, o Flamengo diminuiu o ritmo e ficou jogando no erro da Portuguesa, que foi obrigada a sair mais para o ataque. Contudo, os jogadores da Lusa não conseguiram criar muitas chances perigosas. Ferdinando chegou a ser expulso, mas o último lance do duelo ainda iria surpreender.

Aos 48 minutos do segundo tempo, Souza cobrou escanteio para a Portuguesa do lado direito. O goleiro Lauro, que saiu da sua área para tentar a cabeçada e o empate, subiu mais alto e mandou para o gol. Léo Moura tinha a oportunidade de evitar o tento, mas deixou a bola entrar após bater em sua barriga. Empate por 1 a 1, com sabor de derrota para o Flamengo.

FLAMENGO 1 X 1 PORTUGUESA

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Luiz Antonio, Elias e Gabriel (Adryan – 36′ do 2º tempo); Nixon (Paulinho – 15′ do 2º tempo) e Hernane (Samir – 44′ do 2º tempo). Técnico: Mano Menezes.

PORTUGUESA: Lauro, Luis Ricardo, Moisés Moura, Valdomiro e Rogério; Ferdinando, Bruno Henrique, Souza, Cañete (Bruno Moraes – 39′ do 2º tempo) e Moisés (Jean Mota – 26′ do 2º tempo); Gilberto (Diogo – 16′ do 2º tempo). Técnico: Guto Ferreira.

Local: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data/Hora: 7/8/2013 – 21h
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Cleriston Clay Barreto Rio (SE)
Cartões amarelos: Gilberto, Rogério, Bruno Henrique, Ferdinando (POR); Cáceres (FLA)
Cartões vermelhos: Ferdinando (POR)
Renda e público: R$ 694.060,00 com 12.511 presentes
GOLS: João Paulo (22′ da 2ª etapa), Lauro (47′ do 2º tempo)

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo