Anderson Silva revela inspiração em lenda Muhhamad Ali

Por BAND
"Spider" nega que tenha optado por provocações contra Weidman e diz que se inspira em boxadores e suas estratégias | Divulgação/UFC “Spider” nega que tenha optado por provocações contra Weidman e diz que se inspira em boxadores e suas estratégias | Divulgação/UFC

Após a derrota no UFC 162 a perda do cinturão dos médios para o americano Chris Weidman, Anderson Silva foi alvo de críticas por sua postura antes de ser nocauteado. Na luta, Anderson vinha lutando com a guarda baixa, e usando bastante a esquiva, até ser atingido por um direto e, posteriormente, sofrer nocaute técnico.

Segundo o “Spider”, em entrevista ao “Pânico”, da Rádio Jovem Pan, sua intenção não foi provocar. Além disso, o brasileiro falou sobre uma das suas inspirações de estilo no ringue: o ex-pugilista norte-americano Muhammad Ali.

“Eu começei a olhar as lutas do Muhammad Ali e de outros lutadores de boxe, e vi o que eles estavam fazendo. Os adversários pediam a estratégia e estabilidade, e eu adaptei isso para mim. Mas um dia, dá errado”, disse Anderson, que continuou apontando suas falhas na derrota.

“Foram um monte de pequenos erros, e concentração. Acabei perdendo o controle da luta, precisava dar um passo atrás e não tinha para onde ir. Eu nem vi o soco, quando vi já estava acordando. Achei que eu estivesse em um show do Rappa”, brincou o “Spider”.

Foco em recuperar o cinturão

Agora, o UFC se prepara para a luta que é tratada como a grande revanche dos últimos tempos. No dia 28 de dezembro, Anderson Silva e Chris Weidman se enfrentarão em Las Vegas, para nova disputa do cinturão dos médios.

“Meu foco é fazer uma luta melhor do que a anterior. E tentar trazer esse título que é um patrimônio brasileiro”, disse Anderson.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo