O Dilema das Redes: 4 títulos para expandir tema do documentário que sacudiu a internet

Por Metro Jornal

Após estreia no catálogo da Netflix no último dia 9, o docudrama "O Dilema das Redes"(ou "Social Dilemma", no original), provocou uma onda de questionamentos sobre a relação quase simbiótica de humanos com as redes sociais e os impactos nefastos na sociedade decorrentes disso.

O roteirista e diretor Jeff Orlowski escolheu um formato que mescla entrevistas com especialistas e uma história de ficção, protagonizada por um adolescente (Skyler Gisondo) que representa o usuário das redes, manipulado por um sofisticado algoritmo.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Muitas das fontes da seção documental do filme foram parte de equipes responsáveis por bolar maneiras de nos deixar imersos em computadores e celulares, sofrendo constante vigilância e respondendo a comandos de algoritmos que incentivam o consumo, como o ex-especialista em ética de design do Google  e cofundador do Center for Humane Technology, Tristan Harris e o co-criador do botão like do Facebook, Justin Rosenstein, hoje na Asana.

Ao fim de "O Dilema das Redes", além de um leve pânico, vem a curiosidade de saber mais sobre o tema.

Veja abaixo quatro títulos para saber mais sobre redes sociais.

Privacidade Hackeada

O documentário acompanha alguns personagens prejudicados pelo escândalo da Cambridge Analytica, que teria usado dados do Facebook que impactaram o plebiscito do Brexit e as últimas eleições norte-americanas. David Caroll, um professor de Nova York, é o fio condutor, já que ele processa a empresa para que ela literalmente lhe devolva os dados, tomados sem autorização depois que ele respondeu um simples quiz na rede social. Disponível na Netflix.

A Era dos Dados (em especial o episódio Monitoramento)

A série tem seis episódios comandados pelo jornalista Latif Nasser, que investiga como nos conectamos de diversas maneiras a outros seres humanos e ao universo como um todo. No primeiro episódio, "Monitoramento", ele fala sobre questões de privacidade nas redes sociais. Disponível na Netflix.

Terms and Conditions May Apply

O filme de Cullen Hoback já se propunha, em 2013, a investigar o que significava, na prática, o chavão "sujeito a termos e condições"que o usuário se acostumou a aceitar sem ler direito do que se tratava.

We Live in Public

Nós vivemos em público. Nada mais correto do que a previsão do filme ganhador do prêmio do júri no Festival Sundance de 2009. O documentário, da diretora Ondi Timoner, aborda o fim da privacidade sob a ótica do empresário Josh Harris, que apostava que reconhecimento e conexão com outras pessoas teriam o preço da nossa vida íntima.

Loading...
Revisa el siguiente artículo