Academia vai exigir mais diversidade em filmes indicados ao Oscar a partir de 2024

Por Metro Jornal com Rádio Bandeirantes

A partir de 2024 a  Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos vai exigir mais diversidade das produções que concorrem na categoria de melhor filme no Oscar.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Entre as exigências, o filme deverá ter atores, protagonistas ou coadjuvantes que façam parte de minorias, como negros e latinos. Os filmes deverão ter pelo menos um protagonista que não seja branco; pelo menos 30% de personagens secundários mulheres, minorias, LGBTQ ou deficientes; ou o tema principal deve abordar um desses assuntos.

Também foi determinado que mulheres e pessoas com deficiência ocupem cargos de liderança. A Academia espera ainda que sejam oferecidos cargos de estágio ou de aprendiz para membros de grupos minoritários. E por fim, até mesmo na área de publicidade, o quadro de funcionários deverá incluir minorias em posições de influência.

Loading...
Revisa el siguiente artículo