Streaming: Apenas 1% dos artistas concentra 90% das execuções

Por Metro Jornal

As plataformas de streaming hoje são realidade para muitas bandas e artistas que buscam divulgar o seu som, com a possibilidade do alcance mundial e imediato. Mas a história não é bem assim, segundo levantamento da empresa de análise de dados Alpha Data Music.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Publicado na nova edição da revista americana “Rolling Stone”, ele revela que mais de 90% de todas audições nas plataformas de streaming são de somente 1% dos artistas disponíveis. A pesquisa foi feita com base em dados dos lançamentos de janeiro do ano passado a julho deste ano: foram 1,6 milhões de artistas e 293,8 bilhões de audições analisadas, no total.

A desigualdade muda de cara com a intermediação de outros meios. No comércio de faixas e álbuns online, esse 1% detém 83% das vendas. Quando ela ocorre de forma física,  a concentração cai ainda mais: esse artistas são responsáveis pela venda de 53% dos vinis e CDs.

O rádio, segundo a pesquisa, é o pior caso, em que 99,996%  das execuções são dessa elite.

Loading...
Revisa el siguiente artículo