Heitor ganha MasterChef com prato feito em 30 minutos: 'Achei que não fosse entregar'

Por Stefani Sousa - Portal da Band

O que você faria em apenas 30 minutos na cozinha do MasterChef Brasil? Para o analista de sistemas Heitor, 29 anos, o tempo foi suficiente para preparar a receita vencedora do 6º episódio da temporada, exibido pela Band nesta terça-feira, 18.

Com bom desempenho na 1º etapa da competição, em que preparou a maniçoba da cantora Pabllo Vittar, o cozinheiro amador chegou na fase final do talent show confiante e seguiu positivo mesmo quando recebeu menos tempo na prova, graças a vantagem da concorrente Giovanna de tirar 15 minutos do colega.

QUER RECEBER A EDIÇÃO DIGITAL DO METRO JORNAL TODAS AS MANHÃS POR E-MAIL? É DE GRAÇA! BASTA SE INSCREVER AQUI.

Fundação Renova - agosto 2020

Apesar do tempo, a receita de camarão ao molho aromático tailandês agradou o paladar dos chefs e levou a melhor, garantindo ao paulista todos os prêmios da noite. “Comecei a prova bastante inseguro, mas tinha uma receita na cabeça. Eu sabia que estava em desvantagem, mas me sentia confiante”, contou, ao fim das gravações, em entrevista ao Portal da Band.

Mesmo esperançoso, vencer o MasterChef Brasil foi uma surpresa. “Acredito que tenho um bom tempero, me preparei para estar aqui, estudei, fiz provas. Sabia que tinha chances e estou muito feliz, mas durante a prova estava preocupado. Como foram poucos minutos, achei que não fosse entregar e que não estava bom o suficiente. Pra mim, a Giovanna poderia sair vencedora”, confessa.

Heitor - MasterChef 2020 Heitor é analista de sistemas e gosta de cozinhar para a família / Carlos Reinis/Band

Nascido e criado em Campinas, o competidor conta que aprendeu a cozinhar ainda na infância, com a mãe, mas descobriu gostar mesmo da gastronomia após terminar o ensino médio e passar 10 meses na Nova Zelândia. “Lá, trabalhei na cozinha de um restaurante lavando louça e, apesar de não ter muita abertura para outras tarefas, consegui acompanhar mais de perto o trabalho dos chefs e isso me fez gostar ainda mais de cozinhar”, explica.

De volta ao Brasil, decidiu fazer faculdade de análise de sistemas, profissão herdada do pai na qual trabalha desde então. Na época, também descobriu a paixão por viajar e, ao longo dos últimos anos, visitou 26 países. Seu maior sonho, agora como cozinheiro consagrado, é ter um restaurante com receitas autorais, que passem sua personalidade e suas experiências ao redor do globo. “Sou um cara humano, justo e good vibes. Quero transmitir isso nos pratos e conciliar ingredientes brasileiros com técnicas que aprendi fora”.

Heitor - MasterChef 2020 Heitor teve 30 minutos para preparar o prato / Carlos Reinis/Band

Apesar da rotina agitada, que em tempos normais soma trabalho, viagens, futebol e muay thai, Heitor não perde a chance de cozinhar para a família. “Gosto de fazer tudo o que é salgado, em especial carnes. Quando vou preparar algo, leio quatro receitas diferentes e faço do meu jeito. Às vezes fica excelente, em outras vezes não dá tão certo”, explica. Apaixonado por aventuras, o que faz seus olhos brilharem é ousar. “Amo arroz, feijão, farofa, picanha, batata frita e vinagrete, mas, para cozinhar, prefiro experimentar outras coisas, que nunca fiz.”

Satisfeito com as avaliações positivas que recebeu dos jurados, Heitor estuda agora o que fazer com o troféu MasterChef e tudo o que ele representa. Seu próximo passo? “Preciso colocar as minhas ideias em ordem e entender tudo o que eu quero agora. Se de fato for mudar de profissão para a gastronomia, quero entrar de cabeça, fazer estágio em restaurante e começar do zero pra aprender. Acredito que ao conciliar as duas coisas, a gente acaba não fazendo bem nem um nem outro.”

Loading...
Revisa el siguiente artículo