8 livros para você viajar pelo mundo durante a quarentena sem sair de casa

Por Metro

Por causa do isolamento social provocado pela pandemia do Covid-19, ainda não é recomendado viajar, mas isso não é problema: só com palavras, livros podem nos transportar para qualquer lugar do mundo. Estas são obras que vão fazer você mergulhar em diferentes culturas pela leitura. E quem sabe se, depois da quarentena, você não decide conhecer uma desses lugares pessoalmente? Confira:

1. "Comer, rezar e amar”, Elizabeth Gilbert (Editora Objetiva, 2010, 360 págs.)



Após se divorciar, Elizabeth decide viajar ao redor do mundo para se descobrir. Depois de se livrar de todos os bens materiais, sair do emprego e visitar Itália, onde encontra a arte do prazer, Índia, onde acha a arte da devoção, e a Indonésia, onde aprende a equilibrar estes dois lados. Um filme estrelado por Julia Roberts, e lançado 2010, foi responsável por levar a história para as telas. Compre a partir de R$ 39,90.

2. "Um lugar na janela”, Martha Medeiros (L&PM, 2012, 142 págs.)



Abrindo mão da ficção, a autora compartilha diversas memórias de suas viagens feitas em diferentes épocas da vida, acompanhada ou não. Pontuando o melhor que se leva dessas andanças – as recordações –, Martha leva o leitor para lugares e pessoas, conduzindo com seu estilo de crônica, seja em Machu Picchu ou em um mochilão pela Europa. Compre a partir de R$ 10,00.

3. "O céu não sabe dançar sozinho”, Ondjaki (Língua Geral, 2014, 140 págs.)



Buenos Aires, Nairobi, Oaxaca, Ouagadougou, Massoxiangango, Praga. Neste livro, o autor angolano nos apresenta fragmentos de vida de diversos locais, sem ordem cronológica ou geográfica. Cada conto, uma cidade. Ele faz isso de forma poética subjetiva e enigmática, dando aos mesmos fatos diferentes interpretações, deixando pistas. Aqui, a língua também nos transporta. O português falado em Angola é diferente do que estamos acostumados, por isso você vai  conhecer algumas palavras novas. Compre a partir de R$ 107,00.

4. "Bombaim: cidade máxima”, Suketu Mehta (Cia. das Letras, 2011, 584 págs.)



Este finalista do prêmio Pulitzer mistura memórias, reportagens e relatos de viagem do autor para investigar os meandros da sociedade indiana, em um retorno à sua cidade natal: a megalópole Mumbai, a maior cidade da Índia. Emigrando dos Estados Unidos, o multiculturalismo do país asiático é apresentado por uma visão distanciada, mas ainda assim nostálgica. Mehta conta como é possível que diferentes etnias e castas, o luxo e a miséria convivam em Bombaim, o nome pelo qual os indianos chamam a cidade. Compre a partir de R$ 58,31.

5. "A amiga genial”, Elena Ferrante (Biblioteca Azul, 2015, 336 págs.)



A celebrada Série Napolitana da escritora italiana, formada por quatro livros, contempla todas as fases da vida de Elena Grecco, desde a infância à velhice. No primeiro título, é apresentada sua amiga de longa data Lila, que a encanta ao primeiro olhar, numa Nápoles pós-Segunda Guerra Mundial. Atravessando conflitos pessoais, relacionamentos, questões da sexualidade e outros mergulhando na personagem, a reclusa Ferrante mostra um outro lado da sociedade italiana daquela época. A tetralogia foi adaptada para uma série da HBO, que teve duas temporadas lançadas e continua em produção. Compre a partir de R$ 24,89.

6. "Hibisco Roxo”, Chimamanda Ngozi (Editora Companhia das Letras, 2016, 328 págs.)



Misturando autobiografia e ficção, a autora nigeriana consegue trazer o contexto político, social e religioso da Nigéria de maneira sensível e envolvente. Nesta obra, a protagonista Kambili conta da religiosidade extremamente católica e “branca” de seu pai. Cheio de aventuras, violência, narrativas de opressão e até umas pinceladas de romance, Chimamanda traz um retrato atual da Nigéria e sua intolerância religiosa. Compre a partir de R$ 32,00.

7. "Querida konbini”, Sayaka Murata (Estação Liberdade, 2018, 152 págs.)



Você sabe o que é uma konbini? No Japão, esse é o nome dado às lojas de conveniência. A protagonista e narradora Keiko Furukara, de 36 anos, trabalha em uma desde os 18 – esse é o lugar ao qual ela se sente pertencente. Tratando da sociedade contemporânea do Japão, a autora observa as tradições do país ao mesmo tempo em que as questiona de forma ácida. A descrição dos sons, das comidas e do ritmo frenético da konbini consegue transmitir leitor a sensação de estar em uma e vivenciar o país. Compre a partir de R$ 31,20.

8. "Expresso Lunático”, Carl Hoffman (Record, 2013, 352 págs.)



Da América Central à Ásia, passando pela África e outros continentes, o autor relata sua viagem pelos meios de transportes mais perigosos e precários do mundo, em 16 países. Ônibus caindo aos pedaços por estradas sinuosas nas encostas das montanhas andinas; trens abarrotados na Índia, em que pessoas morrem quase diariamente ou perdem o braço. A aventura é detalhada com descrição de cada lugar pelo qual Hoffman passa, mostrando dados, revelando suas impressões e mostrando a cultura local por uma ótica diferente, a locomoção de seres humanos. Compre a partir de R$ 42,99.

 

O Metro Jornal pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. Os preços informados e a quantidade disponível condizem com os do momento da publicação deste post.

Loading...
Revisa el siguiente artículo