Rio Star, trem do Corcovado e bondinho do Pão de Açúcar reabrem neste sábado

Por Agência Brasil

A partir deste sábado (15), famosas atrações turísticas da cidade do Rio de Janeiro voltam a reabrir para o público, seguindo protocolos sanitários em virtude da pandemia de covid-19: o Trem do Corcovado, o Bondinho do Pão de Açúcar e a Rio Star, maior roda gigante da América Latina.

De acordo com o presidente da Trem do Corcovado, empresa que administra a operação do serviço, Sávio Neves, os protocolos são rígidos e foram adotados para diversos equipamentos de turismo como o Áquario do Rio e o Museu do Amanhã.

Logo na entrada da Estação do Cosme Velho, na zona sul do Rio, onde parte e chega o trem para o alto do Corcovado, funcionários da empresa vão aferir a temperatura dos visitantes e todos devem estar de máscaras. O caminho até o embarque tem marcações para preservar o distanciamento. Os trens que costumavam sair de 20 em 20 minutos, agora vão partir a cada meia hora.

Mesmo autorizado a operar com dois terços da capacidade de passageiros, o Trem do Corcovado só vai funcionar com 50% do número de visitantes. O horário de funcionamento será das 8h às 16h, de segunda a domingo. Antes da pandemia, as visitas podiam ser feitas até as 19h.

“A gente vai ter que sentir isso [se o horário está adequado] até pela ausência do turista estrangeiro e de outros estados. Então, nesse primeiro momento, a gente acha que só o carioca vai. A gente vai ter que monitorar para ver se esse horário é pouco ou se é suficiente, porque se achar que tem um fluxo que justifique a gente já estica imediatamente. Agora, é hora de sentir o fluxo e depois fazer os ajustes, se necessário”, avaliou Neves.

Para evitar aglomeração nas bilheterias, a direção da empresa recomenda que os ingressos sejam comprados no site, em lotéricas ou no aplicativo do Trem do Corcovado.

Antes do fechamento, em março, os ingressos custavam R$ 82 (inteira, em alta temporada, sábados, domingos e feriados) e R$ 67 (inteira, na baixa temporada). Para idosos acima de 60 anos residentes no Brasil, o custo era de R$ 26 e para crianças, de 5 a 11 anos, R$ 52. Crianças até 4 anos não pagam, desde que estejam no colo do responsável. O ingresso inclui transporte de ida e volta e acesso ao monumento do Cristo Redentor.

Quem não tiver máscara poderá comprar na própria Estação do Corcovado. A empresa que administra o serviço adquiriu máscaras de costureiras de uma organização não governamental (ONG) ligada a comunidades carentes do Rio. O item de proteção serão vendido a preço de custo e a renda será revertida para a compra de cestas básicas para os guias. “É uma categoria que está sofrendo muito com esse fechamento”, disse Neves.

O presidente da empresa avaliou que durante os cinco meses em que a atração ficou fechada, de 15 de março a 15 de agosto, o Trem do Corcovado deixou de atender cerca de 500 mil passageiros e acumulou perdas de R$ 40 milhões.

Roda gigante
A Rio Star, maior roda gigante da América Latina, também retorna no próximo sábado com protocolos de operação iguais aos do trenzinho para garantir a segurança dos frequentadores e colaboradores. Também vai funcionar com 50% da capacidade técnica nas cabines. Cada uma terá, no máximo, quatro pessoas – antes da pandemia eram oito. Por causa do momento atual, será permitida a abertura da janela.

A aferição de temperatura dos visitantes, parceiros, terceiros e fornecedores vai ser feita na entrada do parque, colaboradores por meio do uso de termômetros infravermelhos. Não poderão entrar aqueles que apresentarem temperaturas iguais ou acima de 37,8° C. O uso de máscaras será obrigatório.

A Rio Star, localizada na zona portuária da cidade, funcionará todos os dias, das 10h às 18h, com exceção das quartas-feiras, quando permanecerá fechada.

O acesso à praça de alimentação e à loja de souvenirs do parque será controlado e monitorado para evitar aglomeração. “Para garantir segurança total, nossos funcionários usarão, além da máscara, que passa a ser obrigatória por todos os frequentadores, a proteção facial”, disse Bordin.

Bondinho do Pão de Açúcar
Embora celebre a volta do funcionamento no sábado (15), o diretor-executivo do bondinho, Sandro Fernandes, chama a atenção para o momento que exige cuidado de todos, especialmente, dos próprios visitantes.

A direção da atração estimula a compra dos bilhetes, prioritariamente, por meio do site oficial. No caso de compra presencial, deve ser usado o cartão. Para evitar aglomeração, os bondes vão operar com dois terços da capacidade.

O bondinho estará aberto ao público de quinta a segunda-feira, das 10h às 19h.

Loading...
Revisa el siguiente artículo