Cartunista iraniano faz série de ilustrações que representam vida e obra de Van Gogh

Por Jennifer Tisovec - Metro Jornal

Com muitas cores e profunda admiração pelo holandês Vincent Van Gogh, o cartunista iraniano Alireza Karimi Moghaddam fez releituras da vida do pintor em uma série de ilustrações. Por mais que a ideia seja se tornar um “álbum de figuras”, o cartunista não seguiu um roteiro para montar sua obra. São desenhos soltos, que deixam a imaginação do espectador voar e criar as teorias por si só.

Van Gogh aparece pintado em meio a girassóis, andando de bicicleta, observando a noite estrelada, deitado no meio do campo de trigo e pensativo em seu quarto, pintando uma cadeira enquanto está rodeado de cadeiras… São diversas representações de um artista mostrando a vida e a arte de outro artista, com muitas referências.

Com uma vida repleta de traumas e mistérios, Van Gogh sofria de transtornos psicológicos e alucinações. Além destes problemas, o pintor era quase “marginalizado” e mal tratado, vivendo isolado. Uma de suas únicas companhias era seu irmão, Theo, com quem trocava cartas repletas de sentimentos e reflexões profundas. Van Gogh conseguiu reproduzir toda a pureza de seus sentimentos em artes cheias de cores e pinceladas fortes.

Morreu com 37 anos em 1890, e sua obra só começou a ser reconhecida após sua morte. Hoje em dia, o pintor está eternizado pela sua produção, tendo seus quadros expostos em museus, filmes, livros e até camisetas.

Recontar a história desse “gênio incompreendido” foi um desafio para Moghaddam, ainda mais utilizando Van Gogh como personagem dentro de suas próprias pinturas. A complexidade do pintor pós-impressionista conseguiu ser retratada por meio desses quadrinhos com cores alegres, mas sem deixar de mostrar o lado sombrio do holandês.

Mesmo com todas suas ilustrações prontas e digitalizadas, o livro físico ainda é um sonho, já que o cartunista busca uma editora para publicar os trabalhos em livro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo