Reconhecimento de paternidade tem disputa entre filhos de Tim Maia

Por Estadão Conteúdo

As disputas judiciais entre Carmelo Maia, herdeiro de Tim Maia e responsável por seu espólio, e Leo Maia, criado por Tim e que luta na justiça por um reconhecimento de paternidade afetiva, tiveram nesta quinta (6) um novo capítulo. Carmelo foi acionado judicialmente com uma notificação do processo movido por Leo, que reclama direitos para também usufruir da obra de Tim, que o criou por alguns anos, enquanto pede seu reconhecimento de herdeiro, mesmo não sendo "filho de sangue".

Carmelo tem o controle sobre toda a obra de Tim. Qualquer gravação, publicação ou projeto que envolva o nome do artista precisa ter a sua aprovação. E isso vale também para os projetos de Leo. Há um ano, o cantor teve impedida de circulação, por exemplo, uma série de shows em que levava as música de Tim Maia para as crianças chamado Tim Maia for Kids.

Carmelo Maia e Marcio Leonardo Gomes Maia, conhecido como Leo Maia, são filhos da mesma mãe, Geisa, mas só Carmelo é herdeiro biológico de Tim. Leo, que não tem contato com seu pai verdadeiro, conta que foi criado pelo artista de 1974, quando nasceu, até a morte do cantor, em 1998. Quando decidiu impedir os shows de Leo, em 2019, Carmelo falou ao Estadão. "Ele não é filho, vende coisas usando o nome de Tim Maia que a família discorda, mas nunca arrumamos problemas com ele. Tentamos regularizar a situação com um acordo, mas ele se negou, dizendo que quer ser reconhecido como filho." Na mesma ocasião, Leo também falou com a reportagem: "Eu montei um show para levar a cultura black do meu pai para as crianças, veja você a importância disso. Mas, por conta do ego, meu irmão se opõe. Tive que tirar o site do ar e parar com tudo."

Loading...
Revisa el siguiente artículo