Ellen DeGeneres se manifesta após acusações de racismo e desrespeito a equipe do programa

Por Metro Jornal

Ellen DeGeneres se manifestou, nesta quinta-feira (30), sobre as acusações de desrespeito e racismo a funcionários de seu programa. A apresentadora enviou uma carta à equipe em que pede desculpas e diz que está tomando providências para resolver as questões.

A Warner abriu uma investigação interna nas últimas semanas, após relatos de dez funcionários do "The Ellen DeGeneres Show" virem à tona em uma reportagem do BuzzFeed News. Alguns afirmaram terem sido vítimas de racismo por parte da chefia ou demitidos por tirarem licenças médicas e dias de luto para ir a funerais de familiares.

Veja também:
Pabllo Vittar entra na lista de melhores álbuns LGBTQ+ do ano na Billboard
Beyoncé lança álbum visual ‘Black is King’ e clipe da faixa ‘Already’

Após a repercussão do caso, Ellen enviou uma carta à equipe em que se manifestou sobre as acusações. "No primeiro dia do nosso programa, eu disse a todos em nossa primeira reunião que o 'Ellen DeGeneres Show' seria um lugar de felicidade – ninguém jamais levantaria a voz e todos seriam tratados com respeito. Obviamente, algo mudou. E por isso, peço desculpas. Qualquer pessoa que me conhece sabe que isso é o oposto do que eu acredito e do que eu esperava para o nosso programa", escreveu.

"À medida que crescíamos exponencialmente, não consegui ficar a par de tudo e confiei em outras pessoas para fazerem o trabalho deles, pois sabiam como eu gostaria que eles fizessem. Claramente, alguns não. Agora isso vai mudar e estou comprometida em garantir que isso não vai acontecer novamente", continuou.

"Pensar que algum de vocês se sentiu assim é horrível para mim", disse a apresentadora. "Prometo fazer minha parte em continuar a me esforçar e puxar a todos ao meu redor para aprender e crescer".

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo