Kanye West diz que Kim Kardashian tentou interná-lo à força após discurso em comício

Por Metro Jornal

O rapper Kanye West se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter na madrugada desta terça-feira (20) e preocupou os fãs. Em uma série de mensagens, o artista acusou sua esposa, Kim Kardashian, de tentar interná-lo em uma clínica psiquiátrica após ele ter chorado em um comício.

Kanye West é candidato à presidência dos Estados Unidos. Em um comício realizado no final de semana, ele chorou ao citar que pediu o aborto da filha. "Kim estava tentando viajar para Wyoming com um médico para me internar como no filme 'Corra!', porque eu chorei por salvar a vida das minhas filhas ontem", escreveu o rapper em sua conta do Twitter.

Veja também:
Fernando Zor, da dupla com Sorocaba, ensina sua galinhada no MasterChef
National Geographic estreia segunda temporada de Aeroporto

"Todo mundo sabe que 'Corra!' é sobre mim (…) Se eu ficar preso, como Mandela, vocês saberão o porquê", completou. O filme "Corra!", ao qual o artista se refere, conta a história de um jovem negro que é raptado pela família de brancos da namorada e sofre uma lavagem cerebral.

O rapper também mandou uma mensagem para a sogra, Kris Jenner. "Kris, não brinca comigo. Vocês todos tentaram me prender", escreveu. "Eu estou no rancho, venham me pegar", completou, se referindo a propriedade em Wyoming.

Segundo o site TMZ, Kanye sofre de transtorno bipolar e pode estar passando por uma crise. Algum tempo depois, o artista apagou os tweets e anunciou o lançamento de um novo álbum, "Donda", nesta sexta-feira (24). "Vamos focar na música agora", afirmou.

 

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo