'Dei 30 passos para trás', diz Henrique Fogaça sobre pandemia

Por Portal da Band

Prejuízo e caos geral. O chef e jurado do MasterChefHenrique Fogaça, falou na manhã desta terça-feira, 07, durante coletiva de imprensa on-line da nova temporada do talent show, sobre como a pandemia do novo coronavírus afetou seus restaurantes.

Leia mais:
Série da Netflix explora comida de rua da América Latina
MasterChef Brasil 2020 terá um vencedor por episódio; veja mudanças com a pandemia

“Deus no coração, pois a gente vai trilhar o nosso caminho. O prejuízo e o caos foram geral. Dei 30 passos para trás, na minha concepção, e, agora, a gente volta caminhando lentamente”, disse ele.

Paola Carosella ressaltou que a pandemia escancarou as desigualdades em todo o País e mostrou que o mundo vivia de forma equivocada, além de mostrar a importância de consumir e produzir de forma sustentável. “A gente está em constante adaptação. O primeiro grande golpe foi entender que a gente precisava fechar os restaurantes por segurança. Cada um de nós encontrou a sua fórmula. Mas, essa pandemia impacta não somente a forma em que a gente trabalha, ou movimenta, mas escancarou que as muitas formas que vivíamos estavam equivocadas”, disse. “É muito cedo para falar, estamos entendendo os passos que queremos e podemos dar. Mas, talvez, para mim, o que fica claro é a necessidade de produzir de forma ecologicamente sustentável”.

Já Erick Jacquin comparou a pandemia com uma guerra, a qual ainda não terminou. “Comparo isso a uma guerra mundial, que não terminou ainda. O inimigo é muito forte. É uma crise financeira mundial. A gente depende dos clientes e os clientes estão sofrendo muito. Muita gente não vai reabrir”, disse. “A gente pensa no nosso restaurante, mas o nosso não é nada. Os botecos, a padaria… muitos pequenos não vão abrir e são eles que geram um mundo de emprego neste País. Nós vamos reabrir hoje. Não sei se vamos ter um cliente, ou não. Eu espero que não, na verdade. Mas, vamos começar a lutar. Vamos ver…”, disse.

A nova temporada (versão amadores) do MasterChef Brasil retorna na próxima terça-feira, dia 14 de julho, com um formato inovador. Diferentemente das outras temporadas, nesta serão oito participantes por episódio e cada um terá um vencedor. A proposta faz parte de uma série de medidas de proteção contra o coronavírus (leia mais abaixo), a fim de diminuir o tempo de exposição dos participantes, jurados e produção em geral no estúdio.

Medidas de proteção contra a Covid-19

Fogaça ressaltou a questão do distanciamento e do cuidado com as pessoas na produção do programa. O estúdio foi completamente reformulado para atender os protocolos de segurança e higiene da Organização Mundial da Saúde (OMS), tais como: 1) a distância das bancadas dos concorrentes e mesas do restaurante, que irão respeitar 1 metro e meio; 2) os participantes irão produzir sempre três unidades de suas receitas escolhidas (uma para cada jurado), e cada um dos chefs terá sua própria bancada para provar e realizar suas avaliações; 3) todas as provas e etapas do reality serão realizadas dentro do estúdio, não havendo provas externas, e nem em grupo.

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a produção do MasterChef Brasil conta com uma comissão multidisciplinar formada por médicos do trabalho, médicos infectologistas e profissionais da área, atuando na implementação e orientações das normas de saúde e prevenção que serão aplicadas em todos os estágios da produção.

Loading...
Revisa el siguiente artículo